Gripe pode adiar a estreia de Honda no Botafogo

Com febre, jogador não participou do treino de ontem e será avaliado hoje para saber se poderá enfrentar o Paraná, amanhã, pela Copa do Brasil

Por O Dia

Com febre, Honda ficou fora do treino de ontem, no Nilton Santos: dúvida para encarar o Paraná
Com febre, Honda ficou fora do treino de ontem, no Nilton Santos: dúvida para encarar o Paraná -
O torcedor alvinegro detesta o surrado ditado de que "há coisas que só acontecem com o Botafogo". Mas os últimos episódios dão margem para tal constatação. Não bastasse o novela sobre a contratação de Yaya Touré, que disse que vinha, depois mudou de ideia e agora, ao que parece, cogita assinar contrato, a tão aguardada estreia de Keisuke Honda pode ser adiada.
Com febre, ele não treinou com o grupo, ontem, e passou a ser dúvida para o jogo de amanhã, contra o Paraná, no Nilton Santos, pela terceira fase da Copa do Brasil. Em dias de apreensão com o coronavírus, o vice comercial e de marketing do Botafogo, Ricardo Rotenberg, acalmou a torcida: postou nas redes sociais que Honda fez exames e não está infectado.
Gripado desde sexta-feira, Honda será avaliado hoje para saber se terá condições de jogo. Caso não vá a campo, será um desfalque de peso dentro e fora de campo, já que várias ações de marketing envolvendo a sua estreia estão programadas. Se não enfrentar o Paraná, Honda deve vestir a camisa alvinegra contra o Bangu, domingo, às 16h, pela terceira rodada da Taça Rio, no Nilton Santos.
Após a derrota (3 a 0) para o Flamengo, a meta de Paulo Autuori é ver o time dar a volta por cima amanhã. O treinador espera maior regularidade dos jogadores, que foram bem no primeiro tempo do clássico, mas caíram de rendimento na segunda etapa. "O jogo são 90 minutos. Fazer um tempo bom e outro ruim não dá. A primeira parte nos deu a ideia do caminho que temos que pegar. Depois do gol, acho que temos que ser mais fortes mentalmente. Não ir abaixo, tem que continuar fazendo as coisas que estavam boas", frisou.

Comentários