Nazario. Botafogo x Goias pelo Campeonato Brasileiro no Estadio Nilton Santos. 19 de Outubro de 2020, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. .Imagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. - Vitor_Silva
Nazario. Botafogo x Goias pelo Campeonato Brasileiro no Estadio Nilton Santos. 19 de Outubro de 2020, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. .Imagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.Vitor_Silva
Por O Dia
Rio - Apesar da supremacia em grande parte do jogo, o Botafogo não conseguiu vencer o lanterna Goiás, na última segunda-feira. Agora o time volta a perigar perto da zona de rebaixamento, na 14ª posição, com 19 pontos. Nesta terça, André Rizek e Paulo Vinicius Coelho comentaram a atuação do clube durante o 'Seleção SporTV'.
Publicidade

"O Botafogo irrita porque até quando joga bem não consegue matar o jogo. Criou um monte de chances e parou no Tadeu", disse Rizek, chamando PVC para a conversa.

"Falta qualidade técnica. Finalizou 15 vezes no primeiro tempo, a média é de 13 por jogo inteiro. Tadeu fez quatro grandes defesas. O Botafogo poderia ter vencido pelo primeiro tempo, foi melhor e era para ganhar o jogo. O Goiás equilibrou no segundo tempo. O problema do empate se agrava porque tem mais derrotas que vitórias", disse PVC, complementado por Rizek:

"PVC falou com muita classe que falta qualidade técnica. Queria ter essa classe. Tem muito jogador que quando entra prejudica o time, caso do Guilherme Santos. E tem má notícia para o torcedor. A CBF aumentou de 40 para 50 inscritos. Preparem-se", encerrou.