Chamusca: início animador
Chamusca: início animadorVítor Silva/Botafogo
Por Lance
Rio - Na última quarta-feira, a CBF decretou uma regra que promete mudar a estrutura do futebol brasileiro: serão permitidas, a partir do próximo Campeonato Brasileiro, apenas dois técnicos por equipe na competição. A ação foi defendida por Marcelo Chamusca, treinador do Botafogo.

"É um mecanismo muito interessante. Como se tem em relação aos atletas, já deveria ser usado há algum tempo. Dá um pouco mais de estabilidade e tempo de trabalho para os treinadores", afirmou.
Chamusca afirma que seguidas trocas de treinadores são prejudicais para o projeto de qualquer equipe pensando em estilo de jogo e resultados a médio e longo prazo.
Publicidade
"Está mais do que provado, até cientificamente, de que não adianta ficar mudando treinador não sei quantas vezes. É muito baixo o percentual de quem muda ter um resultado. Sem contar que o treinador que chega às vezes não tem o tempo necessário de implementar qualquer conceito ou padrão de jogo", completou o comandante do Botafogo.