Durcesio Mello: prazo adiado
Durcesio Mello: prazo adiadoVitor Silva/Botafogo
Por Lance
Rio - O "fora de campo" da atual edição do Campeonato Carioca traz uma diferença marcante: após ter rompido contrato a "TV Globo", os clubes fecharam as cotas de transmissão com a "Record", que está transmitindo o Estadual. Uma das novidades foi a entrada das próprias plataformas de streamings dos clubes.
Durcesio Mello, presidente do Botafogo, reconhece: os valores oferecidos outrora pela Globo não chegam perto das cifras atuais pela Record. O presidente do Glorioso avaliou o contrato com a nova emissora detentora dos direitos de transmissão do Estadual carioca.

– A diferença financeira é enorme. O contrato que existia com a Globo eu até achava exagerado para o retorno que eles tinham. Foi rompido pelo time da Lagoa (Flamengo) e temos que conviver com isso. Passa para a Record, foi a melhor opção que achamos, também tivemos uma proposta da SBT. A Record ofereceu mais dinheiro e mais parceria, estão pegando futebol e o Carioca pode ser um case para eles, já que o contrato da Globo com alguns Estaduais termina esse ano - afirmou.
Publicidade
A esperança financeira por parte do Carioca é a Botafogo TV, plataforma de streaming própria do Alvinegro que está transmitindo os jogos e fazendo transmissão antes e depois das partidas. Diferente dos pacotes organizados pela federação, toda renda das assinaturas do "pay-per-view alvinegro" vai para os cofres do Glorioso.

Durcesio reconhece a importância da Botafogo TV e elogia a plataforma, organizada em conjunto com Fluminense e Vasco com a empresa "NSports". O presidente aprovou a experiência do streaming alvinegro.

– Nós temos uma meta de assinantes na nossa plataforma, e acho que vamos chegar nela. Eu fiquei muito satisfeito. A própria empresa que fez a plataforma para os três clubes (Botafogo, Fluminense e Vasco) achou que poderia ter problema nos dois primeiros jogos, mas na segunda partida já não tivemos nada. Então dou 100% para eles - completou.