Sem Patrícia Amorim, Landim define novos vices-presidentes do Flamengo

A posse do mandatário está marcada para a próxima quarta-feira

Por O Dia

Rodolfo Landim, novo presidente do Flamengo, está em busca de reforços
Rodolfo Landim, novo presidente do Flamengo, está em busca de reforços -

Rio - Fim do mistério, o presidente eleito do Flamengo, Rodolfo Landim definiu os nomes dos seus vice-presidentes para a sua gestão que começa na próxima quarta-feira. Ventilada nos Esportes Olímpicos, a ex-presidente do clube, Patrícia Amorim acabou ficando de fora.

Algumas pastas já tinham comandantes conhecidos, casos de Marcos Braz (futebol) e Luiz Eduardo Baptista, o Bap (Relações Externas). A novidade ficou por conta do retorno de Wallim Vasconcellos, vice-presidente de futebol no primeiro mantado de Eduardo Bandeira de Mello. Ele substitui Cláudio Pracownik, na parte de finanças.

Ao todo foram 18 vices apresentados. Nos Esportes Olímpicos, Delano Franco foi o nome escolhido. A vice-presidência de Embaixadas e Consulados foi criada e será ocupada pelo vice geral na gestão Bandeira, Maurício Gomes de Mattos.

Veja os 18 novos VPs do Flamengo:

Relações externas - Luiz Eduardo Baptista (BAP)

Futebol - Marcos Braz

Futebol de Base - Vítor Zanelli

Finanças - Wallim Vasconcellos

Jurídico - Rodrigo Dunshee de Abranches

Comunicação e Marketing - Gustavo Oliveira

Secretaria - Paulo Cesar Pereira Filho

Gabinete - Adalberto Ribeiro

Tecnologia da Informação - Alexandre Pinto

Fla-Gávea - Gustavo Fernandes

Embaixadas e Consulados - Maurício Gomes de Mattos

Patrimônio Histórico - Roberto Diniz

Planejamento - Artur Rocha

Administração - Jaime Correia da Silva

Patrimônio - Gilney Bastos

Esportes Olímpicos - Delano FrancoResponsabilidade Social - Walter D'Agostino

Remo - Raul Bagattini