Abel Braga celebra evolução do time do Flamengo

Estreia de Bruno Henrique como titular e boas atuações de Gabigol e Arrascaeta dão dor de cabeça ao técnico

Por MARCELO BERTOLDO

Gabigol reclama da arbitragem
Gabigol reclama da arbitragem -

Rio - Em evolução, o Flamengo venceu e convenceu na goleada de 4 a 0 sobre a Cabofriense, no Maracanã. Na prévia do Fla-Flu de sábado, pela semifinal da Taça Guanabara, o técnico Abel Braga não celebrou apenas a destacada atuação individual de Diego ou Willian Arão, mas o coletivo que potencializou o desempenho da equipe, que ainda teve o fôlego renovado com a entrada de Arrascaeta e Gabigol.

"Evolução dos atletas. Conversamos que tanto alegria como a tristeza passam, então tiveram momentos de muita satisfação ano passado, mas a tristeza de não ganhar um título. Isso passou, estão tentando um novo caminho, uma estratégia diferente", avaliou o comandante rubro-negro Abelão.

Responsável pela gestão do milionário elenco, o treinador começa a colher os frutos das ideias trabalhadas no Ninho do Urubu. No entanto, deixa para o torcedor papel de protagonista. No Maracanã mais uma vez lotado, o rubro-negro viu em ação ideias que tanto 'cobra', como Diego mais recuado e Gabigol na função de centroavante. Com Bruno Henrique e Arrascaeta, o treinador comemora a série de variações que pode emplacar.

"Não botei o Gabriel na direita, e sim enfiado. Ele é jogador muito veloz. Foi fantástica a metida do Gabriel, do Bruno Henrique... Em altíssima velocidade. É a estratégia que vai definir. Importante ter no grupo jogadores que possam mudar", disse Abel Braga.

O Flamengo folga hoje, mas retomará a preparação para o Fla-Flu amanhã. Com uma atuação destacada de muitos jogadores, o treinador terá uma longa e positiva dor de cabeça até o clássico de sábado, no Maracanã. Nada que incomode ou tire o largo sorriso do rosto de Abelão. 

"Foi legal a participação dos três (Arrascaeta, Gabigol e Bruno Henrique) no último gol. Mas vai depender muito de estratégia de cada jogo, se quiser movimentação, mais troca de posição ou mais verticalidade. Ganho passe em profundidade com Arrascaeta, com os outros, velocidade...", despistou o treinador.

Comentários