Segurança que salvou jovens no Ninho rejeita rótulo de herói: 'Poderia ter feito mais'

Benedito Ferreira resgatou as três vítimas que foram hospitalizadas

Por O Dia

Benedito Ferreira
Benedito Ferreira -

Rio - Responsável por salvar a vida dos três jovens que foram hospitalizados após o incêndio no Ninho do Urubu, na última sexta-feira, que resultou na morte de dez jovens das categorias de base do Flamengo, o segurança do clube, Benedito Ferreira, afirmou que tem evitado assistir televisão para não relembrar os momentos de terror que viveu com os garotos. Em entrevista à "Coluna do Flamengo", ele rejeitou o rótulo de herói.

"Tô evitando ligar a televisão porque toda hora passa a mesma coisa. Eu não me considero (um herói) não. Eu poderia ter feito mais. Perdi dez. Desculpa eu não poder falar muito, porque tem muitas coisas que aconteceram que são bem recentes. Estou vendo uma forma também de explicar para todos o que aconteceu", declarou o segurança.

Claramente ainda abalado pela tragédia, Ferreira afirmou que sua vida nunca mais será a mesma.

"Se eu te contar tudo o que aconteceu, você nunca mais será o mesmo. Eu mesmo não serei mais o mesmo. Eu só queria ter feito mais", completou.

Comentários