Flamengo começa a negociar indenização das famílias de jovens mortos no Ninho

A diretoria do clube carioca fez uma oferta e recebeu uma contraproposta da própria Defensoria Pública do Rio de Janeiro

Por O Dia

Rodolfo Landim
Rodolfo Landim -

Rio - Nesta segunda-feira, houve uma reunião na na sede da Defensoria Pública do Rio de Janeiro (DPRJ) para se discutir a indenização das vítimas e das famílias dos 10 jovens que morreram no incêndio no Ninho do Urubu, ocorrido há duas semanas. 

A diretoria do clube carioca fez uma oferta e recebeu uma contraproposta da própria Defensoria Pública do Rio de Janeiro, em conjunto o Ministério Público do Estado e o Ministério Público do Trabalho. O clube pediu a extensão do prazo para esta terça-feira, até às 12h.

Uma vez definidos os termos do acordo de indenização, o mesmo será apresentado às famílias e vítimas sobreviventes. A Defensoria Pública informa que prestará assistência a todas as famílias que desejarem, seja para aderir ao acordo ou não.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários