A hora e a vez de Reinier: garoto pode ter chance entre os titulares contra o Bahia

Garoto de 17 anos deve começar a partida contra o Bahia, em Salvador, mas improvisado no ataque

Por O Dia

31 07 2019 -  Flamengo x Emelec se enfrentam pelas 8a de FInal Libertadores 2019 no estadio Maracana, no Rio de Janeiro. Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia
31 07 2019 - Flamengo x Emelec se enfrentam pelas 8a de FInal Libertadores 2019 no estadio Maracana, no Rio de Janeiro. Foto: Daniel Castelo Branco / Agencia O Dia -

O bigode ralo entrega: Reinier é tão novo que nasceu sete meses depois do histórico gol de Petkovic sobre o Vasco, em 2001, mas carrega a responsabilidade de herdar a camisa 10 usada pelo sérvio naquela final de Carioca. Embalada pelos sucesso de Vinicius Júnior e Lucas Paquetá, a torcida do Flamengo pedia há meses o craque do sub-17 no time profissional. Tanto insistiu que ele estreou quarta-feira, contra o Emelec, e deve ser titular amanhã, contra o Bahia, na Fonte Nova, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Mas a Nação rubro-negra já pode se preparar, porque é possível que Reinier nem sequer consiga jogar com a camisa 10 nos profissionais. A diretoria tem um indicativo de vendê-lo para o Everton-ING. A multa do jogador é de R$ 300 milhões, mas se fala em uma venda por 35 milhões de euros (R$ 150 milhões). Enquanto isso, a comissão técnica pretende colocá-lo aos poucos durante o segundo semestre, como fez na quarta-feira.

O jogo estava apertado contra o Emelec, e Jorge Jesus queria criatividade no time. Reinier foi chamado para entrar no lugar do machucado Gabigol. O português deu algumas instruções, e o garoto respondeu com um 'Hã?!' — com o barulho da torcida, ele não conseguiu ouvir o treinador de primeira. Jesus, então, deu dois tapas em seu rosto, como se desejasse boa sorte para o debutante.

Reinier não teve má atuação. Apesar do aparente nervosismo e de pouco ter tocado na bola, correu atrás e apertou a defesa adversária. Amanhã, contra o Bahia, deve ser colocado à prova outra vez: se for titular, será improvisado no ataque, ao lado de Bruno Henrique.

Isso porque Gabigol está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e, mesmo que quisesse jogar, não poderia: foi constatada uma lesão na coxa esquerda. Será a primeira vez que Jesus não poderá contar com Gabriel — desde a chegada do treinador foram sete jogos e oito gols do camisa 9.

 

Comentários