Apático, Flamengo é atropelado pelo Bahia na Fonte Nova e vê Santos disparar

Na estreia de Filipe Luís, Rubro-Negro não se encontra em campo e vê rival definir o jogo no primeiro tempo

Por O Dia

Bruno Henrique não levou perigo à meta do Bahia
Bruno Henrique não levou perigo à meta do Bahia -
Salvador - O Flamengo não viu a cor na bola na derrota por 3 a 0 para o Bahia, neste domingo, na Fonte Nova. Cirúrgico no contra-ataque e atento aos erros do Flamengo, como na bizarra falha de Diego Alves ao tentar jogar com os pés, os donos da casa se impuseram para quebrar o jejum de vitória sobre o Rubro-Negro, que durava desde o Brasileiro de 2014. O Flamengo segue em terceiro, porém, mais distante do líder Santos, que soma 32, enquanto o Bahia subiu duas posições e agora é o décimo colocado.
Com desfalques importantes, entre eles o de Gabigol, maior goleador do Brasil no ano, com 22 gols, o Flamengo improvisou Bruno Henrique como falso 9. A intensa maratona de jogos não influenciou a decisão do técnico Jorge Jesus que escalou a força máxima que teve à disposição, incluindo o estreante Filipe Luís na lateral esquerda.
Enquanto o Flamengo demorou a se encontrar em campo, o Bahia, pressionado, fez valer o mando de campo para encerrar o jejum de quatro rodadas sem marcar. E contra-ataque foi a arma para vencer a linha de impedido trabalhada pelo rubro-negro. Com o auxílio do VAR, o Tricolor Baiano teve o gol de Gilberto, aos 22 minutos confirmado, após o belo lançamento de Nino Paraíba.
O segundo gol, aos 30, contou com a falha de Diego Alves ao tentar sair jogando com os pés depois da bola recuada pelo espanhol Pablo Marí. Com o gol vazio, Gilberto ampliou a vantagem. Apático, o Flamengo foi atropelado pelo contra-ataque do Bahia, aos 50. Arthur arrancou da intermediária e acertou um passe açucarado para Gilberto marcar o terceiro.
Dessa vez, não houve virada. Com Filipe Luís discreto, Everton Ribeiro e Arrascaeta bem marcados e apagados, o Flamengo não esboçou chance de reação. A maior posse de bola e concentração no campo de defesa do adversário não resultou em gols. O Bahia, sim, teve a chance de emplacar uma goleada histórica na base do contra-ataque. Diego Alves se redimiu e fez duas boas defesas. Não foi suficiente para evitar o tropeço e má atuação defensiva do Rubro-Negro, que não sofria três gols desde agosto do ano passado.

Galeria de Fotos

Bruno Henrique não levou perigo à meta do Bahia Alexandre Vidal/Flamengo
Filipe Luís para na marcação dupla: estreia discreta pelo Flamengo Alexandre Vidal/Flamengo

Comentários