Joga ou não? Reintegrado ao Flamengo, Cuéllar vira dilema para Jesus em decisão

Volante se juntou a delegação em Porto Alegre na última segunda-feira

Por Lance

Cuéllar
Cuéllar -
Rio - Gustavo Cuéllar está em Porto Alegre e à disposição de Jorge Jesus, que estará no comando do Flamengo em busca de uma vaga na semifinal da Libertadores nesta quarta, às 21h30, no Beira-Rio. Há alguns dias, não poderia se imaginar que a utilização do volante fosse um dilema para o treinador, que já não terá Willian Arão, mas foi o que tornou-se devido ao recente afastamento do atleta.

A decisão caberá exclusivamente ao treinador, que, como de costume, revelará a escalação somente 1h30 antes da partida, como previsto no regulamento da Copa. Até lá, a dúvida será mantida. O Flamengo realiza um último treino nesta terça, às 16h em Viamão. Será a primeira atividade com os titulares diante do Ceará - vitória no domingo por 3 a 0, no Castelão -, visando o duelo de quarta.

A preocupação em torno de Gustavo Cuéllar não é quanto à parte física, técnica ou tática. O volante havia recuperado seu espaço como titular de Jorge Jesus no Flamengo, a partir do momento que voltou a treinar com o grupo após disputar a Copa América. Contudo, na partida contra o Internacional, no Beira-Rio com mais de 50 mil torcedores, será exigido do time nível de concentração máxima.

O próprio Cuéllar, que "alegou problemas pessoais para ficar afastado dos próximos jogos", segundo nota do clube, divulgada na sexta-feira, e Jorge Jesus são quem poderão responder se o colombiano se encontra nesta condição, e atuar na partida mais importante do Flamengo dos últimos anos. A equipe da Gávea não alcança a fase de semifinais da Copa Libertadores desde 1984.
A EXPERIÊNCIA E AS OPÇÕES DE JORGE JESUS

Aos 65 anos, Jorge Jesus tem experiência suficiente para lidar com o caso. O português tem esse perfil e, desde sua chegada ao Ninho do Urubu, deu demonstrações de que faz o que entende como melhor para o Flamengo dentro das quatro linhas. A aposta em Willian Arão - então contestado e em grande fase atualmente - é um dos exemplos, mas o camisa 5 está suspenso.

O Rubro-Negro tem atuado com dois volantes nas principais partidas: Cuéllar, mais recuado, e Willian Arão, com mais liberdade e à direita. Em termos de características em campo, Gerson é quem surge como principal nome para substituir Arão. A entrada de Piris da Motta, aliada à possível presença do colombiano, dará ao time da Gávea uma formação mais defensiva, a princípio.
TRANSFERÊNCIA SEGUIRÁ EM PAUTA APÓS O JOGO

A negociação entre Fla e Al-Hilal, da Arábia Saudita, está emperrada, sem um acordo sacramentado, mesmo com o desejo de Cuéllar em deixar o clube, que detém 70% dos direitos econômicos do atleta - o restante é do Deportivo Cali.

Uma conversa entre o jogador e a cúpula do futebol, antes de Cuéllar embarcar para Porto Alegre, foi determinante para a reintegração do atleta em momento decisivo de 2019, mas não decidiu a permanência do atleta até o fim do ano. A transferência do colombiano voltará a ser pauta entre as partes após a partida.

Cuéllar tem a multa rescisória de 70 milhões de euros, cerca de R$ 312 milhões. A proposta do Al-Hilal chega à casa dos 8 milhões de euros (R$ 36 milhões) pelos 100% do meia. A direção não pretende negociar por este valor. A janela de transferências internacionais na Arábia Saudita fecha no dia 31 de agosto.

Comentários