Jogadores revelam que Joel não sabia que 2 a 0 classificaria o Flamengo contra o América-MEX

Ídolos rubro-negros criticaram a preparação para a fatídica partida de 2008

Por O Dia

Cabañas foi carrasco do Flamengo em 2008
Cabañas foi carrasco do Flamengo em 2008 -
Rio - Após 11 anos, Obina e Ronaldo Angelim contaram sobre os bastidores de um dos maiores vexames da história do Flamengo. Em entrevista ao canal "Paparazzo Rubro-Negro", os ex-atletas criticaram a preparação para a partida e ainda contaram um fato curioso sobre Joel Santana, então técnico do clube da Gávea.
"Nós fizemos tudo errado, teríamos que ser eliminados. Tanto que Joel não sabia que 2 a 0 dava a gente, ele acabou fazendo a substituição e colocou o time mais para a frente (…). Ele achava que dois (2 a 0) estava eliminando a gente, e não estava (…), nós fizemos quatro gols fora de casa. Depois ele veio a entender que 2 a 0 dava a gente", revelou Angelim.
"Essa história do Joel não saber dos dois gols, né? Estava perdendo de 2 a 0 e ele queria fazer o gol, achava que estava empatado (…). Eu falei para ele: 'Professor, não, estamos nos classificando"', completou Obina.
"Na realidade, ali, para Joel foi feita uma festa de despedida, ele não foi mais como treinador, na realidade o pessoal queria homenagear ele, achava que o jogo era fácil que nós íamos ganhar…", disse o Magro de Aço.
Os ex-jogadores também criticaram a preparação da equipe para a partida.
"Chegamos atrasados no estádio, cara. Tudo errado, quem aqueceu mais foi quem ficou no banco. Não tinha foco, para minha aquilo lá era uma decisão (…). O oba-oba foi depois do (título) carioca", desabafou o atacante.
"Ainda bem que teve 2009 para a gente dar uma amenizada, não vamos dizer que aliviou essa derrota… Mas eu tive que fazer até uns trabalhos de psicologia, porque eu fiquei um tempo ruim, sem conseguir dormir, às vezes eu sonhava com o jogo, que ainda estava jogando aquele jogo, eu não acreditava que nós tínhamos sido eliminados", afirmou Angelim.

Comentários