Imbatível: Flamengo vence Cruzeiro no Mineirão por 2 a 1, com direito a 'Lei do ex'

Rubro-Negro alcança maior sequência de vitórias de sua história em Campeonatos Brasileiros

Por Meia Hora

Cruzeiro e Flamengo fizeram jogo movimentado
Cruzeiro e Flamengo fizeram jogo movimentado -
Belo Horizonte - Uma vitória para mostrar a superioridade do Flamengo. Desfalcado de Everton Ribeiro e fora de casa, o Rubro-Negro mostrou leveza e criatividade, e superou o Cruzeiro por 2 a 1, neste sábado (21). Gabigol e Arrascaeta fizeram para o Rubro-Negro, e Thiago Neves diminuiu, de pênalti. O resultado deixa o Flamengo ainda mais líder do Campeonato Brasileiro, com 45 pontos, e ainda bateu um recorde: com sete vitórias seguidas, esta é a melhor sequência da história do clube em Campeonatos Brasileiros.
Entre tantas qualidades, a triangulação é uma marca do Flamengo de Jorge Jesus. Ainda que uma peça ou outra seja substituída, o estilo de jogo continua igual. O gol saiu assim, bem cedo, aos seis minutos. Em jogada iniciada por Willian Arão, Vitinho tocou para Gerson, que achou Gabigol em belíssimo lançamento. O camisa 9 aproveitou o erro de posicionamento do zagueiro Fabrício Bruno para abrir o placar de cabeça. Na comemoração, Gabigol inovou: além do tradicional movimento de mostrar os braços, ele fez gesto de gol em Libras, a Língua Brasileira de Sinais, usada por deficientes auditivos.
Mesmo em casa, o Cruzeiro teve pouquíssimas oportunidades de concluir nos primeiros 20 minutos. Nesse espaço de tempo, o Flamengo já tinha finalizado três vezes - e marcou em uma delas. O time mineiro chutou apenas uma vez, para fora.
O Cruzeiro equilibrou o jogo nos últimos minutos antes do intervalo. Empurrado pela torcida azul, o dono da casa passou a gostar do jogo, dominando o meio de campo. O Flamengo sentiu falta de Everton Ribeiro, que dá cadência ao setor. Vitinho, que o substituiu, não foi bem. Do outro lado, Thiago Neves fez diferença. Aos 36, o meio-campista tocou para Pedro Rocha, que não foi alcançado por Rodrigo Caio e sofreu pênalti. Na cobrança, o ex-rubro-negro Thiago Neves bateu cruzado no canto esquerdo de Diego Alves.
'Lei do ex' a favor do Flamengo
O Cruzeiro voltou bem melhor para o segundo tempo, embalado pelo gol marcado. No Flamengo, Piris da Motta entrou na vaga de Vitinho. O jogo era disputado. Aos seis minutos, Ezequiel carimbou a trave de Diego Alves. Minutos depois, Bruno Henrique cabeceou dentro da área e obrigou Fábio a fazer boa defesa em dois tempos.
Thiago Neves protege bola - Bruno Haddad/Cruzeiro
Mas, a qualidade técnica do time rubro-negro sobressai em algum momento. Aos 21, Willian Arão avançou até a linha de fundo, pela direita, e tocou para a área. Gabigol deu 'corta-luz' e Arrascaeta, com capricho, mandou colocado para o fundo da rede. O uruguaio comemorou e muito, apesar de ter jogado no Cruzeiro.
Arrascaeta ainda poderia ter feito outro, este um golaço, após dar uma caneta no zagueiro do Cruzeiro e chutar para o gol, mas a bola foi para fora. Não apagou mais uma vitória maiúscula do Flamengo, cada vez mais líder do Brasileirão.

Galeria de Fotos

Cruzeiro e Flamengo fizeram jogo movimentado Bruno Haddad/Cruzeiro
Thiago Neves protege bola Bruno Haddad/Cruzeiro