Lembrança mais do que especial do bi da Liberta

Torcedor exibe com felicidade e orgulho pedaço da rede que Gabigol balançou em Lima

Por O Dia

Não se engane pela aparência. Muitos rubro-negros pagariam uma fortuna para ter o pedaço de barbante que, hoje, pertence a José Carlos Junior. Das recordações que ele trouxe de Lima, essa é a mais especial: alguns gomos da rede que Gabigol balançou duas vezes para dar ao Flamengo o bicampeonato da Libertadores.

Fanático pelo Rubro-Negro, José Carlos já vivia um sonho ao ver de perto o clube conquistar o continente e ainda faturar o Brasileiro no dia seguinte, mas ele nem imaginava que daria a sorte de levar para casa um pedacinho da história do Mais Querido.

"Isso aqui tem um valor enorme para mim. Só por ter estado em contato com a bola que o Gabigol botou na rede, momento mais feliz da minha vida. Pode ser um fiozinho, mas vou guardar para sempre", declarou o professor de Química, que precisou desmarcar algumas aulas para assistir à final.

E a história de como ele conseguiu a lembrança é resultado de uma boa ação. Antes da decisão, José Carlos aproveitou para ir a Machu Picchu com a namorada, Luiza — eles publicaram algumas imagens nas redes sociais. Foi assim que conheceram o amigo que conseguiu a rede, dando informações sobre a viagem.

"Quando acabou o jogo, vi um amigo publicando um vídeo em que estava retirando uma parte da rede. Logo falei com minha namorada: 'Corre! Essa rede tem que ser nossa'. Pedimos para ele e marcarmos de pegar no dia seguinte, ainda em Lima, na Calle das Pizzas (ponto de encontro da torcida rubro-negra)", contou o torcedor, que pretende emoldurar a rede. Por enquanto, guarda a relíquia com muito carinho em uma pequena caixa.

Sorte esteve ao lado do rubro-negro desde o início

A mudança da final de Santiago para Lima pegou muitos rubro-negros de surpresa, mas José Carlos e Luiza estavam mesmo destinados à sorte. Como as passagens diretas para a capital chilena estavam muito caras, eles optaram por ir primeiro a Lima e, de lá, para Santiago.

Com a troca de sede, só precisaram cancelar a segunda parte do trajeto previsto. "Já tínhamos tudo comprado para ir a Lima e, depois, a Santiago. Como ainda fomos estornados da passagem para o Chile, usamos o dinheiro e o tempo para conhecer Machu Picchu, o que ela sempre sonhou", explicou José Carlos Junior.

Ele esteve presente em todos os jogos em casa do Flamengo na Libertadores da América e também foi a Porto Alegre na semifinal contra o Grêmio. Agora, o casal está analisando a possibilidade de ir ao Mundial de Clubes, em Doha. O alto preço das passagem é um empecilho, mas eles não descartam fazer mais uma loucura pelo Rubro-Negro. A estreia do Flamengo será no dia 17 de dezembro, na semifinal. A decisão será no dia 21.

Comentários