Presidente do Avaí nega ter aberto mão de ingressos para jogo contra o Flamengo: 'Vamos buscar os nossos direitos'

Equipes se enfrentam nesta quinta-feira

Por Venê Casagrande

Francisco José Battistott
Francisco José Battistott -
Rio - O presidente do Avaí, Francisco José Battistotti, negou ter aberto mão dos direitos que o clube catarinense tinha para a partida desta quinta-feira contra o Flamengo. O Rubro-negro divulgou uma nota divulgando que o duelo teria torcida única por decisão da equipe de Florianópolis.
"Abrimos mão nada! Vamos buscar nossos direitos! Eles se acham acima do bem ou do mal", afirmou o representante, após contato do Jornal O Dia.
Lanterna do Brasileiro, o Avaí já está rebaixado matematicamente na competição. O Flamengo, que conquistou o título por antecipação, faz sua despedida do Maracanã na temporada nesta quinta-feira.
Confira a nota oficial do Flamengo:
"O Clube de Regatas do Flamengo comunica que irá vender para a sua torcida a carga de bilhetes originalmente destinada ao Avaí, uma vez que o clube catarinense não exerceu, em tempo hábil, seu direto a cota de ingressos, como prevê o artigo 86 do RGC 2019. A partida será realizada hoje (quinta-feira), no Maracanã, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.
O Clube visitante terá o direito de adquirir, com pagamento prévio, a quantidade máxima de ingressos correspondente a 10% (dez por cento) da capacidade do estádio ou da capacidade permitida pelos órgãos de segurança, desde que se manifeste em até 3 (três) dias úteis antes da realização da partida através de ofício dirigido ao Clube mandante, obrigatoriamente com cópia às Federações envolvidas e à DCO."
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários