Antes de acertar renovação de Everton Ribeiro, Flamengo recusou proposta de R$ 16 milhões do Al Ahli, da Arábia, pelo meia

Proposta foi apresentada à diretoria enquanto acontecia as tratativas para ampliar o contrato do camisa 7; o Rubro-Negro descartou qualquer possibilidade de negociação

Por Venê Casagrande

Éverton Ribeiro comemora o gol durante partida contra o Fluminense em jogo válido pela semifinal da Taça Rio
Éverton Ribeiro comemora o gol durante partida contra o Fluminense em jogo válido pela semifinal da Taça Rio -
Antes de embarcar para Doha, onde disputará o Mundial de Clubes, o Flamengo anunciou nas redes sociais a renovação de contrato de Everton Ribeiro até dezembro de 2023. O que ninguém sabe é que a diretoria rubro-negra recusou uma proposta do Al Ahli, da Arábia, enquanto negociava a ampliação de contrato do meia.
A proposta dos árabes foi de quatro milhões de dólares, cerca de 16 milhões de reais. A reportagem teve acesso ao documento enviado pelo Al Ahli. A ideia era pagar ao Flamengo em duas vezes: a primeira parcela seria à vista, quando a negociação fosse concretizada, e a segunda em abril de 2020. A oferta, assinada por Ahmed Husein, CEO do clube, também tinha as seguintes observações:

- o contrato só será assinado após o Al Ahli aceitar todos os termos contratuais com o jogador;

- o termo será assinado quando o jogador concluir com êxito todos os exames médicos realizados com médicos do Al Ahli;

- Flamengo é obrigado a enviar o ITC (certificado internacional de transferência, o ITC, na sigla em inglês) para o Al Ahli.

O meia Everton Ribeiro, que já atuou no futebol árabe, não tinha interesse em deixar o Flamengo e sempre deixou claro que gostaria de estender o contrato. A família do jogador, adaptada ao Rio de Janeiro, também foi ponto fundamental na negociação para renovação.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários