Fôlego para outra decisão

Na altitude de Quito, Mengão encara o Independiente del Valle pela Recopa

Por O Dia

Observado por Jorge Jesus em treino, Pedro deve ser o substituto 
de Gabigol
Observado por Jorge Jesus em treino, Pedro deve ser o substituto de Gabigol -

Mal começou a temporada, mas o Flamengo vai precisar de muito fôlego para encarar a primeira maratona de decisões. Depois de faturar a Supercopa do Brasil, domingo, o Rubro-Negro volta a campo hoje, às 22h30, na altitude de Quito, para encarar o Independiente del Valle no jogo de ida da Recopa Sul-Americana, duelo entre os campeões da Libertadores e da Copa Sul-Americana do ano passado.

A doce rotina de levantar taças, por outro lado, tem sido também cansativa. Além do confronto a cerca de 2.850 metros de altitude, o Flamengo decide a Taça Guanabara sábado, contra o Boavista, e joga a partida de volta da Recopa na próxima quarta-feira, ambas no Maracanã. Tudo isso depois de bater por 3 a 0 o Athletico-PR, em Brasília, na decisão da Supercopa. O meia Arrascaeta, porém, garante que o time está preparado para voltar ao Rio de Janeiro com um bom resultado.

"Já sabemos das características do jogo que vamos ter aqui. Vamos estar preparados fisicamente. Será um jogo muito intenso, dinâmico. Tivemos um desgaste grande na Supercopa, uma viagem desgastante, e precisamos descansar bem. Será uma partida difícil contra um time muito intenso", alertou o uruguaio, autor de um dos gols do título no último domingo.

Premiação generosa

Além de levar mais uma taça para a Gávea, a Recopa pode dar um belo reforço nos cofres rubro-negros, já que a Conmebol paga 1,5 milhão de dólares (R$ 6,5 milhões) ao campeão — o vice ganha 500 mil dólares (R$ 2,1 milhões). Se conquistar a Taça Guanabara, sábado, o Flamengo ainda receberá mais R$ 500 mil. Ao vencer a Supercopa do Brasil, o clube já embolsou R$ 5 milhões.

Sem Gabigol, Pedro deve ser titular

Artilheiro do Brasil no ano passado, Gabigol desfalca o Flamengo no primeiro jogo da Recopa. Expulso na decisão da Libertadores depois de marcar dois gols, o camisa 9 cumpre suspensão automática, e a missão de substituí-lo deve ser cumprida por Pedro, que fará sua estreia como titular no Rubro-Negro.

Como reserva imediato, Pedro tem mostrado que pode ser, sim, um substituto à altura do dono da posição. Em apenas 36 minutos em campo com a camisa do Flamengo, ele já balançou a rede duas vezes. Já Gabigol marcou quatro gols em quatro jogos completos em campo. A média de tempo que o suplente leva para anotar um gol é até menor que a do titular — cerca de 18 minutos contra 90.

Além de Pedro, Jorge Jesus tem Lincoln, Michael e Pedro Rocha como opções para a posição, mas o atacante, ex-Fluminense, é mesmo o favorito a entrar em campo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários