Dirigente do Flamengo defende retorno do futebol no país: 'Não apresenta risco'

Rodrigo Dunshee comentou a volta dos treinamentos do Rubro-Negro

Por O Dia

Rodrigo Dunshee de Abranches, vice-jurídico do Flamengo
Rodrigo Dunshee de Abranches, vice-jurídico do Flamengo -
Rio - O Flamengo é um dos clubes que mais pressiona pela volta do futebol no Brasil. Ao lado do Vasco, o clube já retomou os treinamentos e aprovou protocolo para a volta do Campeonato Carioca. O vice-presidente do Flamengo, Rodrigo Dunshee, defendeu, em entrevista ao canal 'Paparazzo Rubro-Negro', o retorno dos campeonatos no país.

"Acredito que os jogos de portões fechados não representam risco nenhum. Os treinamentos do Flamengo demonstram isso. Ninguém se contaminou depois. A carga viral é muito reduzida num jogo de futebol", disse Dunshee, que complementou:

"Acredito que não chega no dia 17 e não representa risco. O jogo com torcida serão outros protocolos, outros cuidados, é prematuro falar. Pode ser em julho, agosto. Mas o simples fato de retomar o futebol de portão fechado já retoma a economia dos clubes, e começa a atender a população que está carente de futebol", encerrou.

Comentários