Rogério Ceni e o grupo do Flamengo
Rogério Ceni e o grupo do FlamengoAlexandre Vidal/Flamengo
Por Venê Casagrande
Rio -  O técnico Rogério Ceni teve pouco tempo para se preparar para a estreia no comando do Flamengo, que acontece nesta quarta-feira contra o São Paulo, às 21h30, no Maracanã, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Porém, o curto espaço de tempo foi bem utilizado pelo treinador, e mudanças devem ser feitas na equipe que vai a campo.
A primeira mais notada foi o retorno de Diego Alves à meta do Flamengo, com Hugo Souza ficando como opção. O treinador, entretanto, deu atenção ao jovem e trabalhou cobranças de falta com o camisa 45. A decisão pela mudança passou pela facilidade do experiente atleta ter com a bola nos pés, já que o comandante gosta de arqueiros que saibam trabalhar com esse fundamento.
Publicidade
A expectativa é que Gustavo Henrique e Léo Pereira formem a dupla de zaga nesta noite. O camisa 2, mesmo fazendo atuações ruins sob o comando de Domènec, deve ser mantido. O treinador conversou com o defensor e passou tranquilidade para ele. 
No meio, Thiago Maia ficou como opção e viu Arão e Gérson formarem a dupla de volantes. A dúvida fica no setor ofensivo. Como Arrascaeta não entra em campo desde 8 de outubro, a presença do uruguaio no time titular ainda é incerta.