Com reservas, Fluminense estreia no Brasileiro contra o Atlético-PR

Livre de lesões, Anderson vai ter chance na zaga do Tricolor

Por fabio.klotz

Rio - Atual campeão brasileiro, o Fluminense estreia em 2013 da mesma forma que o ano passado: com outra prioridade. Preocupado com as quartas de final da Libertadores, contra o Olimpia, Abel Braga vai poupar os titulares e vai jogar com os reservas. Em 2012 deu certo contra o Corinthians. Neste domingo, o adversário é o Atlético-PR, às 18h30 no Moacyrzão, em Macaé, e será um recomeço para Anderson.

Anderson vai ter chance na zaga do FluminenseUanderson Fernandes / Agência O Dia

Poupado da estreia em 2012 por ser titular absoluto de Abel, Anderson agora precisa jogar para recuperar seu espaço no time. Ao sofrer três lesões musculares em menos de um ano, o zagueiro foi para o fim da fila e somente na quarta-feira passada, contra o Olimpia, voltou ao banco de reservas em um jogo com todos os titulares emcampo.

“Não estou frustrado. Estou feliz por voltar a ter uma oportunidade. Fiquei muito tempo sem jogar, o que fez muita falta para mim. Quero sempre ajudar e não podia. Só assistir é complicado. Não penso em ser titular ou reserva, quero apenas aproveitar a chance”, disse.

Em 2013, Anderson jogou oito partidas, mas não conseguiu ter uma sequência desde que se machucou seriamente pela primeira vez, em 25 de julho do ano passado. Com uma lesão grau 2 na coxa direita, ele não se recuperou direito e teve novo problema na região durante um treino. Só voltou a jogar em janeiro. Já na reserva, teve outra lesão muscular, desta vez na coxa esquerda, que o deixou mais um mês parado.

Passado o pior momento, Anderson ganhou atenção especial da comissão técnica para se ver livre de vez da lesões e tentar recuperar seu espaço no time titular.

“Já procurei esquecer as lesões que me atrapalharam um pouco. Nunca tive algo parecido na carreira e me assustei, fiquei sem sequência. A perna está fortalecida, faço constantemente um trabalho de prevenção para não ter mais lesão. Agora posso dar o meu máximo”, garantiu.

Sem jogar desde 21 de abril, quando entrou em campo com os reservas contra o Bangu, Anderson sabe que precisará de tempo para recuperar o espaço, mas espera dar o primeiro passo neste domingo.

“É preciso fazer uma boa estreia. Estamos há um bom tempo esperando por uma oportunidade. Nosso time vai correr muito”, completou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia