Alex brilha e comanda vitória do Coritiba sobre o Fluminense

Meia derruba o Tricolor no Couto Pereira

Por fabio.klotz

Paraná - O talento de Alex fez a diferança. Sob a batuta do craque, o Coritiba bateu, nesta quinta-feira, o Fluminense por 2 a 1, no Couto Pereira. O Coxa, agora com oito pontos, pula para a liderança do Brasileiro e quebra a invencibilidade do Tricolor na competição.

Fluminense sofre castigo no fim e é derrotadoDivulgação

Uma assistência e um gol quando o empate parecia questão de tempo. Além disso, Alex ainda mostrou talento em dribles, sobretudo em um entre as pernas de Wellington Silva. Atuação de craque, que marcou o 400º gol na carreira. E vitória na conta dele.

O gol de Alex, aos 42 minutos do segundo tempo, foi um castigo para o Fluminense. O Tricolor teve chances de ficar à frente do placar, mas faltou caprichar na pontaria. E ainda parou no goleiro Vanderlei. O Flu continua com seis pontos, mas tem um jogo a menos.

Na próxima rodada, no domingo, o Fluminense encara o Goiás no Moacyrzão. O Coritiba joga no mesmo dia e recebe o Náutico.

O JOGO

Sob a batuta de Alex, o Coritiba começou melhor. O Coxa apostava na troca de passes para envolver o Fluminense. A primeira chance surgiu de bola parada. Aos 10, Alex cobrou com categoria e obrigou Berna a salvar o Tricolor. O goleiro, porém, nada pôde fazer aos 16. Alex descobriu Robinho, que entrou com velocidade e tocou para o fundo da rede: 1 a 0.

O Fluzão reagiu pouco tempo depois. Aos 22, após cobrança de escanteio pela direita, Carlinhos se antecipou à zaga e empatou o jogo. O Tricolor passou a dominar o duelo. A virada quase aconteceu aos 26, mas Vanderlei salvou após cabeçada de Samuel. O goleiro do Coxa teve de trabalhar de novo em chute de Wagner.

O segundo tempo começou agitado. Diguinho achou Rafael Sobis pela esquerda. O atacante chutou com força, mas Vanderlei salvou. Depois, Alex ficou cara a cara com Berna. A bola ficou no pé direito do meia canhoto, que emendou para defesa do goleiro tricolor.

O Fluminense explorava as laterais. Pela direita, Rhayner levou a melhor sobre a marcação e obrigou Vanderlei a salvar. Depois, pela esquerda, Carlinhos chutou com perigo, rente à trave.

Abel Braga fez a primeira mudança no Flu. Ele colocou Thiago Neves no lugar de Samuel. No contra-ataque, o Tricolor quase virou com Rafael Sobis, mas o arremate do atacante foi para fora, na última chance clara de gol do Tricolor. O castigo não demorou. Alex avançou com liberdade e mandou uma bomba, mas Berna aceitou: 2 a 1. Vitória garantida. E no talento do maestro.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia