Por fabio.klotz

Rio - Com a permanência na Primeira Divisão garantida pelo STJD, o Fluminense vai ter de investir mais do que se tivesse sido rebaixado. E só faltava a decisão no tribunal para a diretoria definir e agilizar os contatos por reforços, após a primeira reunião entre dirigentes e comissão técnica, que aconteceu na última quinta-feira.

Em 2011%2C Fábio Rochemback defendeu o GrêmioDivulgação

Na conversa entre o vice de futebol tricolor, Ricardo Tenório, o diretor executivo, Felipe Ximenes, o técnico, Renato Gaúcho, e o auxiliar fixo, Marcão, as carências do elenco foram mapeadas. Apesar da necessidade de contratar zagueiros e, pelo menos, um atacante de velocidade, o primeiro pedido de Renato foi por um volante para o lugar de Edinho, que acertou com o Grêmio. E Fábio Rochemback ganhou força.

O jogador de 32 anos era um desejo antigo de Renato e está sem clube desde que deixou o Dalian Aerbin, da China. Por ser uma negociação de baixo custo, o Fluminense mostrou interesse e tenta acertar salário e contrato.

Para a zaga, Anderson Martins interessa em toda janela de transferências, mas o alto custo da negociação impede qualquer sonho. O Fluminense ainda procura nomes para o setor, assim como para ataque e para a reserva de Carlinhos na lateral esquerda.

Como a maior parte do custo sairá dos cofres do clube, a busca será por apostas, mas dirigentes ainda esperam contar com a ajuda da Unimed, que trouxe Conca de volta.

Você pode gostar