Contra a Itália, Fluminense quer vencer e aparecer

Amistoso dianta da seleção tetracampeã é vitrine para o Tricolor

Por pedro.logato

Rio - Mais do que um jogo, a rara oportunidade de expandir mundialmente a marca do clube. Assim o Fluminense encara o amistoso com a Itália, domingo, em Volta Redonda, no último teste da Azzurra antes de sua estreia na Copa do Mundo. De preferência, com uma vitória sobre a seleção quatro vezes campeã mundial.

Jean espera vitória tricolor em Volta RedondaRicardo Ayres / Photocamera

“Enfrentar a Itália aumenta ainda mais a nossa responsabilidade. Somos vice-líderes e campeões brasileiros duas vezes (2010 e 2012) em quatro anos. É o nome Fluminense que representaremos. Será um jogo muito importante”, avaliou Jean.

Sem Diego Cavalieri e Conca, o Fluminense se reapresentou ontem à tarde, nas Laranjeiras. O goleiro, no entanto, treinou no período da manhã. Liberado pela diretoria, o argentino não treinou e sua ausência não foi justificada. Mas a dupla não será problema para o amistoso contra a Balotelli & Cia..

REFORÇO SEGUE NA MIRA

Após o jogo contra os italianos, a diretoria do Fluminense concederá duas semanas de férias aos jogadores durante o período de recesso no Brasileiro para o Mundial. Na volta, a equipe pretende trabalhar uma semana fora do Rio, mas com os reforços do zagueiro Henrique e do apoiador Cícero. A diretoria ainda negocia com Wellington Nem, do Shakhtar.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia