Cristóvão Borges defende Fred e manda recado: 'Então sendo injustos com ele'

Artilheiro está sofrendo com críticas constantes na Seleção

Por victor.abreu

Cristóvão defendeu Fred em entrevista depois do treino do Flu%2C nesta sexta, nas LaranjeirasDivulgação

Rio - Cristóvão Borges usou sua posição de treinador, após o treino tático nesta sexta-feira, para sair em defesa de um de seus comandados no Fluminense, Fred.

O atacante é apontado pela mídia e pelos torcedores como uma dos responsáveis pela eliminação do Brasil na Copa do Mundo. O desempenho do artilheiro no Mundial também é frequentemente contestado.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

"É muito injusto e até irresponsável. As pessoas colocam a culpa nele e ponto. É simples. Parece que, se não fosse o Fred, o Brasil seria campeão. Estão falando muito do Fred como, por exemplo, falavam de Barbosa, Dunga e Julio Cesar. Jogam na conta dele e se esquecem de fazer uma análise correta e profissional do que se tem de fazer. Mas nem todo mundo tem interesse de fazer essa análise. Todo mundo precisa melhorar: clubes, técnicos, jogadores e analistas. Quem analisa também precisa estudar, mas nem todos têm a mesma humildade. Escolhem um e jogam na conta, mas espero que isso seja diferente na frente. Parece que o problema do Brasil é o Fred, e muita gente se esconde atrás disso. É injusto, muito injusto e até irresponsável", comentou.

Cristóvão Borges já pensa no retorno do atacante ao time. Segundo ele, o Flu já fez um planejamento para colocar Fred no seu melhor ritmo em um curto período de tempo. O treinador ainda afirmou que estava com saudade do jogador.

"Ele é muito consciente daquilo que quer e ele gosta de jogar aqui. Sabe como nós estamos aqui em relação a ele, sabe que aqui é a casa dele. Precisa de um período pra descansar fisicamente e mentalmente. Quando chegar aqui, vai encontrar pessoas que ele gosta e que gostam muito dele. Estamos com muita saudade dele em todos os sentidos, seja da presença dele dentro ou fora do campo. Ele também está com muita saudade da gente. Por essa saudade, acredito que ele vai encurtar esse prazo. É algo muito individual, mas, conhecendo ele, acredito que esse prazo pode ser menor", concluiu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia