Por bernardo.argento

Rio - A segunda-feira começou triste para os torcedores do Fluminense. Aos 79 anos, David Fischel, ex-presidente do Tricolor, morreu vitíma de uma insufiência respiratória, na noite deste domingo, em um hospital da Zona Sul do Rio de Janeiro. O ex-mandatário lutava contra com um câncer.

David Fischel morreu aos 79 anos Divulgação

Fischel foi o responsável por fechar a parceria entre o Fluminense e a Unimed há 15 anos. O plano de saúde continua investindo na equipe até os dias de hoje. Peter Siemsen, atual presidente do clube, lamentou o a morte e relembrou a história do dirigente no comando do Tricolor.

"Foi um dos mais importantes presidentes da história do Fluminense. Talvez o mais corajoso, pois pegou o clube na pior situação esportiva no futebol e em gravíssima crise financeira. Foi e vai continuar sendo uma grande referência para mim", disse Siemsen, ao site oficial do Fluminense. A Unimed também se pronunciou.

"O presidente da Unimed-Rio, Celso Barros, manifestou pesar pelo falecimento do engenheiro David Fischel, com quem estabeleceu as bases do patrocínio esportivo ao Fluminense FC, no final da década de 90. “O presidente Fischel foi um dos incentivadores e maiores defensores da parceria Fluminense/Unimed, que viria a se tornar a mais longeva do futebol profissional no país. Sua contribuição foi fundamental para o clube, e decisiva nos momentos de dificuldade enfrentados à época em que ocupou a presidência”.

O corpo de David Fischel será velado no Cemitério Israelita do Caju, nesta segunda-feira, a partir das 15h. O Flua nalisa formas de prestar homenagem ao ex-presidente, que esteve à frente do clube de 1999 a 2004.

Você pode gostar