Fluminense joga bem, vence o Criciúma e se aproxima do G-4 do Brasileirão

Fred, Conca e Wagner (duas vezes) marcam os gols do time

Por rodrigo.hang

Rio - O Fluminense reencontrou o trilho das vitória neste sábado. O Tricolor, que não ganhava no Campeonato Brasileiro há três jogos, bateu o Criciúma por 4 a 2, pela 29ª rodada, para a alegria dos torcedores presentes no Maracanã. Fred, Conca e Wagner (duas vezes) marcaram os gols da vitória. No Tigre, Ronaldo Alves e Lucca balançaram a rede.

Com o triunfo, o Fluminense chegou aos 45 pontos e assumiu a sétima posição, a dois pontos do Atlético-MG, o primeiro time no G-4. Já o Criciúma continuou na 18ª colocação, com 30 pontos.  Na 30ª rodada, o Tricolor visita o Santos, na Vila Belmiro, na próxima quarta-feira, dia 22, às 22h. Já o Tigre recebe o Atlético-PR no Heriberto Hülse, no mesmo dia, às 19h30.

FOTOGALERIA: Confira imagens da vitória tricolor sobre o Tigre, no Maracanã

Jogadores comemoram gol do Fluminense sobre o Criciúma%2C no MaracanãUanderson Fernandes

O JOGO

Sem vencer há três rodadas, o Fluminense teve mais posse de bola durante boa parte do primeiro tempo, mas as chances de gol demoraram a aparecer. Aos 26 minutos o Tricolor abriu o placar, com Fred, mas o atacante estava impedido. Em chute cruzado de Conca, o camisa 9 tocou de primeira, no canto, e a torcida presente no Maracanã comemorou o gol. O árbitro Marcelo Aparecido de Souza, no entanto, anulou a jogada. 

O Criciúma passou a equilibrar o duelo. Aos 32 minutos, marcou gol, mas não pôde festejar. Após escanteio cobrado por Lucca, Rodrigo Souza cabeceou para o fundo das redes, mas o juiz marcou falta de ataque do Tigre em lance duvidoso.

O jogo ganhou emoção. As duas equipes buscavam o gol adversário e apareciam com perigo, mas pecavam no momento da finalização. Aos 42, Wagner cruzou para Fred, que pulou para cabecear, mas foi deslocado e ficou pedindo pênalti por "cama de gato". O árbitro mandou o lance seguir.

Com a partida lá e cá, o Criciúma chegaria ao ataque aos 44 e foi premiado com o gol. João Vitor cobrou falta da direita, Ronaldo Alves escorou de cabeça e fez 1 a 0 para o Tigre no Maracanã. A alegria do Tigre durou pouco. Dois minutos depois, Walter cruzou da ponta direita, Ronaldo Alves cortou mal e a bola foi para trás. Bruno não conseguiu segurar e a bola parou nos pés de Wagner, que empatou: 1 a 1.

Na volta para o segundo tempo, o Fluminense conseguiu virar o placar logo aos cinco minutos. Guilherme Mattis lançou Walter, que ajeitou de cabeça para Fred. O atacante rolou para trás e Wagner acertou belo chute, para colocar o Tricolor na frente do placar. 

A superioridade do Fluminense continuou. Aos 10 minutos, Conca aumentou o marcador. Após corte da defesa, Walter chutou no canto, Bruno foi buscar, mas soltou nos pés do argentino, que se esticou para marcar o terceiro gol do time comandado pelo técnico Cristóvão Borges.

Apesar do bom momento tricolor, o Tigre conseguiu diminuir aos 23 minutos. João Vitor lançou Lucca, que deu belo drible em Bruno e chutou forte, sem chances para Cavalieri.

Assim como no fim da primeira etapa, a partida ficou dramática, com chances para os dois lados. Aos 37 minutos, Fred sofreu pênalti, ao ser puxado por Rodrigo Souza. O ábirtro expulsou o volante do Criciúma. O próprio atacante cobrou certeiro, do lado oposto do goleiro do Criciúma, e fez 4 a 2. 

O Criciúma não se abateu e tentou chegar ao gol, com Lucca e João Vitor, mas não conseguiu. O Fluminense conquistou três pontos importantes no Maracanã.

FLUMINENSE 4 X 2 CRICIÚMA

Estádio: Maracanã
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Gols: ?Ronaldo Alves (44' 1ºT), Wagner (46' 1ºT e 5' 2ºT), Conca (10' 2ºT), Lucca (23' 2ºT) e Fred (37' 2ºT)
Cartões Amarelos: Bruno, Fred e Conca (FLU) João Vitor, Joílson e Zé Carlos (CRI)
Cartões Vermelhos: Rodrigo Souza (CRI)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Guilherme Mattis, Marlon e Chiquinho (Rafinha); Edson, Jean, Conca e Wagner (Carlinhos); Walter (Biro Biro) e Fred

CRICIÚMA: Bruno; Eduardo, Joílson, Ronaldo Alves e Giovanni; Rodrigo Souza, Serginho e João Vitor; Lucca (Rafael Costa), Souza (Zé Carlos) e Bruno Lopes (Gustavo)

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia