Mais Lidas

Henrique será a voz de Abel Braga dentro de campo

Experiente, zagueiro terá a missão de comandar a defesa do Fluminense após sucessivas falhas do setor na temporada passada

Por jessyca.damaso

Rio - Caberá a Henrique, único remanescente do ano passado na defesa do Fluminense, organizar o setor e passar confiança para Renato Chaves se firmar ao seu lado na zaga. O lateral-esquerdo Léo também conta com a experiência do zagueiro para manter o nível das atuações que teve no ano passado pelo Londrina.

Xarás%3A Henrique e Henrique Dourado treinam de olho na estreia na Primeira Liga%2C nesta terça-feira%2C contra o criciúmaNelson Perez / Fluminense FC

Aos 30 anos, o camisa 33 conta com total apoio de Abel Braga e deve ser a 'voz do treinador' dentro de campo. Depois de um começo irregular, Henrique conseguiu se readaptar ao futebol brasileiro e não saiu mais do time.

Como Gum não faz parte dos planos do treinador, Henrique terá um novo companheiro de zaga nesta temporada. Após ser submetido a uma cirurgia no tornozelo direito, em outubro, Renato Chaves, recuperado, começa o ano como titular.

Abel Braga pretende formar um setor defensivo sólido, característica imprescindível de todas as equipes que dirige. No gol, ele conta com a experiência de Diego Cavalieri, que sofreu com as lesões no segundo semestre de 2016, mas que inicia o ano mais motivado do que nunca.

O lateral-direito Lucas foi um pedido do treinador para a diretoria e chegou para assumir a vaga deixada por Wellington Silva, emprestado ao Bahia. Na esquerda, uma aposta de Abel: Léo retornou do empréstimo ao Londrina com o moral elevado pela ótima Série B do Brasileiro que realizou. Resta saber se o jogador, de 20 anos, não sentirá a pressão de ser titular de um clube grande como o Fluminense. Ele fica com o lugar de Willian Matheus.

A primeira impressão passada pelo setor defensivo foi positiva. Em três jogos-treino, apenas dois gols sofridos. Os volantes Douglas e Orejuela também têm cumprido bem o papel de proteger a zaga. Uma das principais criticas à equipe, ano passado, era justamente a exposição dos zagueiros, algo que Abel Braga tratou de corrigir na pré-temporada.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia