Lesão de Pedro expõe baixo poder de fogo do Fluminense

Homens de frente do Tricolor marcaram poucos gols no ano

Por

Pedro já marcou 19 gols na temporada -

Rio - A ausência de Pedro por pelo menos 20 dias para tratar estiramento nos ligamentos do joelho direito torna-se um grave problema para o Fluminense. E não apenas por ser o principal jogador e artilheiro, com 19 gols. É que, apesar de contar com um time inteiro de atacantes, o Tricolor viu seu camisa 9 marcar mais gols que todos os companheiros do setor juntos em 2018, inclusive os que já não estão no elenco (Robinho, 3 gols, e Dudu, 1).

Os números são impressionantes e preocupantes. Dos outros 10 atacantes além de Pedro, somente dois balançaram redes: Marcos Junior (10 gols) e Pablo Dyego (3). O primeiro não marca desde 26 de maio (contra a Chapecoense) e o segundo passa em branco desde 5 de junho (contra o Paraná). Ou seja, um atacante que não seja o camisa 9 não faz gol há quase três meses.

Também pesa contra Marcos Junior e Pablo Dyego terem perdido espaço com o técnico Marcelo Oliveira, que optou por jogadores contratados no meio da temporada, como Everaldo e Junior Dutra, além de Matheus Alessandro.

O problema é que nenhum deles contribuiu no ataque. Apesar de terem atuado pouco, Junior Dutra e Everaldo sofrem com a falta de gols desde quando defendiam outros clubes em 2018: o primeiro marcou três vezes pelo Corinthians e o segundo, uma vez pelo São Bento.

Outro atacante pelos lados, Calazans se recupera de cirurgia no joelho direito e não jogou em 2018. Já Luciano ainda não teve sequência desde que chegou por causa de problemas físicos e o equatoriano Cabezas não ganhou uma oportunidade.

Contratado para fazer sombra em Pedro, João Carlos teve desempenho muito ruim, só entrou em campo seis vezes, e, fora dos planos, vai ser negociado para o futebol português, segundo o 'Lance'. Resta agora Kayke, que estreou no segundo tempo contra o Cruzeiro e virou a esperança de gols do Fluminense para os duelos contra São Paulo, Vitória, Botafogo, Atlético-PR e possivelmente Deportivo Cuenca (EQU), enquanto o titular se recupera.

 

Comentários