Sem pagamento, plano de saúde é suspenso no Fluminense

Em nota, o clube informou que está trabalhando para regularizar a situação

Por O Dia

Pedro Abad, presidente do Fluminense
Pedro Abad, presidente do Fluminense -

Rio - A cada dia que passa, a situação financeira do Fluminense se agrava ainda mais e aumenta o drama dentro e fora de campo. Sem receber salário (mês de julho não foi pago e ainda não há previsão), funcionários e jogadores foram surpreendidos com a suspensão do plano de saúde por falta de pagamento do clube, que confirmou o problema ao site 'NetFlu'.

Alguns funcionários, inclusive, foram pegos de surpresa ao tentar usar o plano de saúde e só então souberam da suspensão por falta de pagamento. Em nota oficial, o Fluminense informou que "está trabalhando ininterruptamente para regularizar o quanto antes (o pagamento). Se possível, antes do fim da semana. As situações emergenciais estão sendo tratadas caso a caso".

Comentários