Herói, Rodolfo comemora defesa como se fosse um gol

Goleiro reserva, que defendeu pênalti cobrado por Lindoso, aos 39 do 2º tempo, só havia atuado uma vez este ano

Por O Dia

Rodolgo saiu consagrado do Maracanã. O pênalti que o goleiro agarrou garantiu a vitória do Flu
Rodolgo saiu consagrado do Maracanã. O pênalti que o goleiro agarrou garantiu a vitória do Flu -

Rio - Contratado no início do ano, Rodolfo só havia atuado uma vez pelo Fluminense, em 18 de março, no empate em 1 a 1 com a Cabofriense, pelo Carioca. Quase seis meses depois, ele finalmente voltou a entrar em campo e ainda se tornou herói improvável da vitória tricolor em um clássico ao pegar o pênalti de Rodrigo Lindoso. O goleiro, que está emprestado pelo Atlético-PR, comemorou muito a atuação.

"É como se fosse um gol. Pegar pênalti num clássico, perto dos quarenta minutos, e garantir a vitória não tem preço", afirmou Rodolfo.

Apesar do desempenho decisivo que garantiu a vitória tricolor após três rodadas no Brasileiro, Rodolfo voltará para o banco contra o Atlético-PR. Segundo o departamento médico do clube, Julio César foi substituído porque as dores atrapalhavam os movimentos, mas não será problema para a partida de domingo, na Arena da Baixada.

Para Marcelo Oliveira, a participação do goleiro reserva garantiu um resultado mais justo pelo que foi apresentado em campo. Com o triunfo, o treinador vê a possibilidade de o time ganhar confiança e vislumbra dias melhores, pensando até em uma arrancada.

"Essa vitória de hoje fortalece o grupo, dá confiança. Isso nos dá essa expectativa de ter arrancada para posições melhores. Temos uma meta mínima e um desafio para essas sequência de jogos", disse.

Mesmo com a vitória, o Flu segue sem ver seus atacantes balançarem as redes adversárias. Salvo por Digão e Rodolfo desta vez, Marcelo Oliveira prefere olhar pelo lado positivo: "Nesses dois jogos, criamos muitas situações. Caso a gente não tivesse criado, estaria chateado. É questão de entrar a primeira bola do Kayke, do Everaldo".

Comentários