Ataque do Fluminense começa a sair da má fase com Luciano

Atacante contribuiu para a quebra de dois jejuns incômodos do setor ofensivo tricolor e vai se firmando na equipe

Por HUGO PERRUSO

Luciano sorri com boa fase no Flu: dois gols e vaga de titular no ataque
Luciano sorri com boa fase no Flu: dois gols e vaga de titular no ataque -

Rio - Aos poucos, o ataque do Fluminense tenta se recuperar da má fase. Primeiro, Luciano fez um gol na derrota para o Atlético-PR e deu fim ao jejum dos homens de frente. Na quinta-feira, contra o Deportivo Cuenca, o Tricolor, enfim, voltou a marcar mais de uma vez, o que não acontecia há 48 dias ou dez partidas.

A última vez que o Fluminense havia feito dois gols em um mesmo jogo também foi na Copa Sul-Americana, quando venceu o Defensor por 2 a 0, no Maracanã. Desde então, o time de Marcelo Oliveira só marcou uma vez em Bahia, Defensor (jogo de volta), Corinthians, Cruzeiro, São Paulo, Botafogo e Atlético-PR; e passou em branco contra Internacional, América-MG e Vitória.

Nas duas quebras de jejum ofensivas, Luciano esteva presente e começa a se destacar como possível substituto de Pedro, que só retornará aos gramados em 2019. Além de fazer o segundo gol na vitória sobre o Cuenca, em Quito, o atacante deu o passe para Everaldo abrir o placar e desencantar com a camisa tricolor.

"Espero dar continuidade e segunda-feira (amanhã, contra a Chapecoense, pelo Brasileiro) fazer mais gols", afirmou Luciano, que tem dois com a camisa tricolor.

Com o desempenho, o atacante vai se firmando como titular de Marcelo Oliveira e deve ser mantido como centroavante, mesmo com o retorno de Kayke, que não pode jogar pelo Fluminense na Copa Sul-Americana.

"Luciano não pode ficar isolado como centroavante, como referência, mas ele se move muito bem, é um jogador que tem a capacidade de fazer essa função. Vamos ver a melhor formação para o jogo do Brasileiro", afirmou Marcelo Oliveira.

 

Galeria de Fotos

Nego Alvaro Divulgação
Luciano sorri com boa fase no Flu: dois gols e vaga de titular no ataque LUCAS MERÇON / FLUMINENSE
Letícia P. Rabelo e Gabriela Oda, alunas de iniciação científica da faculdade de medicina no laboratório de envelhecimento fazendo manipulação de encéfalos no banco de encéfalos. foto Cecília Bastos Divulgação
Pimpão pede apoio da torcida para o Botafogo superar a crise e o risco de rebaixamento no Brasileiro Vitor Silva/SSPress/Botafogo
Nilze Carvalho lança DVD comemorativo Divulgação
Cientistas da USP trabalham no Biobancopara Estudos no Envelhecimento: mais de 2 mil cérebros foram analisados desde 2015 Divulgação
Autor do gol da vitória sobre o Corinthians, Rodrigo Lindoso está confiante para o duelo contra o Flamengo Vitor Silva / SSPress / Botafogo
Nego Alvaro: repique, voz e parcerias de amigos Divulgação

Comentários