Com dupla afinada, Fluminense retoma poder de fogo

Entrosados, Luciano e Everaldo compensam a ausência de Pedro com belas jogadas, assistências e gols

Por

Luciano (E) e Everaldo repetem no treino o que já virou uma marca registrada: a comemoração de gols com os braços cruzados
Luciano (E) e Everaldo repetem no treino o que já virou uma marca registrada: a comemoração de gols com os braços cruzados -

Rio - Pedro ainda faz muita falta ao Fluminense, só que a nova dupla de ataque tricolor, formada por Everaldo e Luciano, tem conseguido compensar a ausência do artilheiro. O último gol, na vitória sobre o Atlético-MG, foi apenas a cereja no bolo do entrosamento entre os dois jogadores, que crescem a cada partida juntos.

Desde que Pedro se machucou, no primeiro tempo do duelo contra o Cruzeiro, o Fluminense fez 15 gols e a dupla de ataque tricolor, depois de um início tímido, começou a resolver participando diretamente de nove deles.

Luciano fez quatro e é quem mais marcou na ausência do artilheiro, que tem 19 nesta temporada. Já Everaldo é quem mais deixou os companheiros na cara do gol para balançar a rede, com cinco passes, além de ter marcado duas vezes.

O que chama a atenção é que, normalmente, um ou outro é decisivo, mas um gol com a participação dos dois, como contra o Atlético-MG, ainda acontece pouco. Foram três ao todo. E, curiosamente, os outros dois representaram o fim de jejum para os dois com a camisa tricolor.

O primeiro gol de Luciano, contra o Atlético-PR, saiu após um chute errado do parceiro que virou assistência. E Everaldo desencantou contra o Deportivo Cuenca, recebendo bom lançamento do companheiro.

Decisivos para o Fluminense ultimamente, Everaldo e Luciano também mostram entrosamento fora de campo. É comum ver um brincando com o outro. Foi assim que resolveram comemorar os gols posando com os braços cruzados, o que virou marca registrada e tem acontecido com mais frequência.

Amanhã, contra o Nacional do Uruguai, no Engenhão, a dupla tricolor terá mais uma chance de repetir a comemoração, para a alegria dos torcedores.

Comentários