Fernando Diniz celebra tarde inspirada de Ganso e prevê evolução

Treinador enalteceu o crescimento ofensivo tricolor contra a Cabofriense

Por O Dia

Na avaliação de Fernando Diniz, atuação ofensiva talvez tenha sido a melhor do Fluminense na temporada
Na avaliação de Fernando Diniz, atuação ofensiva talvez tenha sido a melhor do Fluminense na temporada -

Rio - Com a 'assinatura' de Paulo Henrique Ganso, o Fluminense assumiu a liderança do Grupo A ao vencer por 2 a 1 a Cabofriense. No quarto jogo pelo Tricolor, o camisa 10 apresentou um belo repertório de passes, dribles e jogadas de categoria. Principal reforço de 2019, o apoiador promete assumir o protagonismo no esquema do técnico Fernando Diniz, que aposta na crescente de Ganso.

"Tudo pode melhorar com o decorrer do tempo. Na quarta-feira ele já tinha feito boa partida. Todos sabem da criatividade dele, a genialidade que tem, a tendência é de evolução", disse o treinador.

A chegada de Ganso favorece muito as ideias de jogo de Diniz no aspecto ofensivo. O camisa 10 municiou a dupla formada por Yony González e Luciano, porém, Gilberto e Caio Henrique foram boas opções. O trabalho coletivo na troca de passes que originou o gol de Luciano reforça a teoria.

"A questão ofensiva hoje, se não foi o melhor jogo do ano, foi dos melhores. O placar poderia ser mais elástico, muitas chances, escanteios, e tem muito para evoluir ainda. Os jogadores vão ganhando mais entrosamento, esperamos evoluir com o tempo", destacou Diniz.

Com Everaldo na mira do Cruzeiro, o treinador não perdeu a esperança na manutenção do atacante, que cumpriu suspensão contra a Cabofriense e, a princípio, é opção contra o Boavista, quinta-feira, em Bacaxá. Com dores na perna esquerda, Digão foi substituído por Léo Santos, deixou o campo de maca e será reavaliado nesta segunda-feira pelos médicos do clube.

Galeria de Fotos

Na avaliação de Fernando Diniz, atuação ofensiva talvez tenha sido a melhor do Fluminense na temporada Lucas Mercon
Ganso foi o maestro do meio de campo tricolor contra a Cabofriense Armando Paiva/ Agência O Dia

Comentários