Sem salários, time do Fluminense confia na diretoria

Apesar dos três meses de atrasados, volante Airton acredita no esforço dos dirigentes: 'A gente tem um grupo muito fechado'

Por O Dia

Airton garante a dedicação do time apesar dos atrasos salariais
Airton garante a dedicação do time apesar dos atrasos salariais -

Rio - O Fluminense começou bem a semana após a vitória sobre a Cabofriense, que valeu a liderança do Grupo A na Taça Rio. Mas a poeira abaixou e os (velhos) problemas apareceram. O ambiente no clube ficou carregado depois que a diretoria não conseguiu pagar o salário de fevereiro, chegando ao terceiro mês de inadimplência com o grupo, o que garante a qualquer jogador o direito de romper unilateralmente o contrato, como prevê a lei.

Após o treino de ontem no CT na Barra da Tijuca, o jogador Airton foi o escolhido para conceder entrevista coletiva e ele foi bombardeado com perguntas sobre o assunto. Apesar das dívidas, o camisa 5 tricolor revelou um voto de confiança na diretoria.

"A gente tem um grupo muito fechado, sempre está conversando com a comissão técnica, com a diretoria e estamos unidos para colocar o Fluminense no caminho dos títulos, que é o mais importante. Creio que eles estão trabalhando para colocar tudo em dia", afirmou.

Atualmente, o Fluminense deve aos seus jogadores o 13º e férias referentes a 2018, além dos meses de janeiro e fevereiro deste ano — os jogadores que foram contratados no início da temporada receberam o salário de janeiro. Com relação aos direitos de imagem (apenas alguns jogadores têm a receber esse benefício), a diretoria deve os meses de novembro, dezembro e janeiro.

Em fevereiro, os jogadores fizeram um protesto por causa dos atrasados e não foram a campo treinar, ficando apenas na academia. Diretor de futebol, Paulo Angioni confirmou os atrasados e disse que o clube não tinha um prazo para quitá-los.

PROPOSTA POR YONY

Com seis gols em 12 jogos, Yony González tem contrato até o fim do ano com o Flu, mas a diretoria quer segurá-lo por mais tempo. Segundo o site 'UOL', o clube fez uma proposta aos empresários para adquirir 70% dos direitos econômicos do jogador e ofereceu um contrato de quatro anos.

Comentários