Léo Santos disputa bola com Uribe durante o Fla-Flu. Zagueiro cometeu pênalti no fim do jogo - Armando Paiva / Agência O Dia
Léo Santos disputa bola com Uribe durante o Fla-Flu. Zagueiro cometeu pênalti no fim do jogoArmando Paiva / Agência O Dia
Por O Dia

Rio - A torcida tricolor se desesperou quando o árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou pênalti para o Flamengo, aos 49 minutos do segundo tempo. A penalidade, que resultou no gol rubro-negro e na eliminação do Fluminense, foi cometida pelo zagueiro Léo Santos, cujo histórico conta com outras falhas em momentos decisivos. 

Léo Santos era tratado como promessa no Corinthians, mas caiu na avaliação da torcida e diretoria após os erros na final da Copa do Brasil do ano passado, contra o Cruzeiro. As falhas foram típicas de um jovem que sentiu a pressão. No segundo jogo, em Itaquera, ele não conseguiu dominar a bola em lance considerado fácil, e acabou entregando o contra-ataque ao adversário. A jogada terminou com gol de Robinho. No segundo, Léo Santos e toda a defesa corintiana falharam na marcação, e Arrascaeta, hoje no Flamengo, marcou o do título da Raposa, que venceu por 2 a 1 (3 a 1 no agregado).

Léo Santos tem apenas 20 anos, e está emprestado pelo Corinthians justamente para ganhar experiência. Ele passou a ser titular no time de Fernando Diniz após a lesão de Digão. O técnico Fernando Diniz disse, após a derrota para o Flamengo, que Léo admitiu ter cometido o pênalti em Lucas Silva. "Perguntei se ele tinha feito o pênalti. Foi só isso. Ele falou que tinha errado, que tinha feito o pênalti. Está tudo certo", amenizou Diniz.

Você pode gostar