Ida de Kelvin para o Flu só depende de exames médicos

Diretoria quer saber as condições físicas do jogador para poder contratá-lo por um ano

Por O Dia

O atacante Kelvin está muito perto do Fluminense, mas sua contratação depende única e exclusivamente do resultado de exame de imagem ao qual ele foi submetido no joelho esquerdo. Eles serão feitos a pedido da diretoria tricolor, que deseja saber as reais condições do jogador, que rompeu o ligamento cruzado anterior quando defendia o Vasco, em um jogo contra o Corinthians, em junho de 2017. Se tudo correr bem, Kelvin será contratado por um ano.

Foram quase 11 meses em recuperação até que Kelvin conseguisse voltar a jogar pelo Vasco em 2018 — atuou apenas em 19 partidas, fez um gol e deu três assistências. A última vez que ele disputou um jogo oficial foi em 2 de dezembro, pelo Campeonato Brasileiro, contra o Ceará. Após o fim de seu empréstimo ao Vasco, ele voltou em janeiro ao Porto, clube ao qual esteve vinculado por sete anos, mas decidiu rescindir o contrato após um acordo entre as duas partes.

Livre para regressar ao Brasil, após não ter atuado pelo clube português este ano — ficou no banco em algumas partidas do time B —, Kelvin vê com bons olhos o possível acerto com o Fluminense. Enquanto pertencia ao Porto, ele também foi emprestado ao São Paulo, Palmeiras e Rio Ave (Portugal).

CONTRATO RENOVADO

Mesmo entregue ao departamento médico, já que se recupera de uma tendinite no joelho esquerdo, o lateral-esquerdo Mascarenhas assinou, ontem, a renovação de seu contrato com o Tricolor — o novo vínculo vai até 31 de dezembro de 2021. O acordo para a sua permanência, porém, não foi dos mais fáceis e teve início em agosto de 2018, com direito a algumas pendências, como a troca de empresário por parte do jogador.

Comentários