Que drama! Fluminense vence Santa Cruz nos pênaltis e se classifica na Copa do Brasil

No Arruda, Tricolor joga muito mal e perde por 2 a 0 no tempo regulamentar. Nas cobranças, goleiro Rodolfo brilha e pega duas

Por O Dia

Yony González tenta se livrar da marcação: Flu jogou muito mal e foi salvo nos pênaltis
Yony González tenta se livrar da marcação: Flu jogou muito mal e foi salvo nos pênaltis -

Recife - O Fluminense poderia ter resolvido o confronto contra o Santa Cruz no Rio, foi incompetente e não ampliou o 2 a 0 no Maracanã. Ainda assim, chegou no Arruda com a classificação bem encaminhada. Entretanto, a péssima atuação somada a mais um show de incompetência defensiva e ofensiva transformaram o jogo em drama. Com a vitória por 2 a 0 dos pernambucanos, que disputam a Série C do Brasileiro, a vaga só foi definida nos pênaltis. E o Fluminense venceu por 3 a 2, com duas defesas de Rodolfo, e passou às oitavas de final da Copa do Brasil. O próximo adversário será definido por sorteio.

A vantagem de dois gols de diferença construída no Rio poderia ter tranquilizado o torcedor tricolor. Mas a verdade é que o Fluminense correu risco de se complicar desde o primeiro tempo. Com postura completamente oposta ao jogo do Rio, quando não saíram da defesa, o Santa Cruz partiu para a pressão desde o início e marcou com muita intensidade a saída de bola do Tricolor das Laranjeiras, que teve enorme dificuldade de sair jogando. Em um desses lances, Airton errou o domínio e Augusto só não abriu o placar porque parou no travessão, aos 28. Os pernambucanos ainda poderiam ter outras duas chances ao roubar a bola na intermediária, mas a arbitragem marcou impedimentos inexistentes.

Com Allan no lugar de Ganso e o retorno de Bruno Silva, o Fluminense teve enorme dificuldade de impor seu jogo no meio com três volantes e abusou dos chutões. Mesmo assim, houve espaço para jogar quando chegou ao ataque. Na primeira vez em que o time conseguiu trocar passes, aos 11, Luciano perdeu gol na cara do goleiro, ao chutar para fora. O atacante ainda desperdiçou outra chance, assim como Yony, que cabeceou rente à trave.

Na volta do intervalo, o Santa Cruz não conseguiu manter o ritmo e deu espaço. O problema é que o Fluminense seguiu desperdiçando ataques por falta de capricho no passe. Ainda assim, Luciano e Gilberto, duas vezes, tiveram chance de marcar, mas pararam em ótimas defesas do goleiro Anderson. E, assim como no Rio, o time não soube matar o confronto. E foi punido.

Um jogo relativamente controlado — com exceção de uma bomba de Charles que Rodolfo espalmou e a bola ainda bateu no travessão — tornou-se drama quando o Santa Cruz voltou a pressionar. E se o Fluminense foi incompetente, os pernambucanos não. Aos 26, Jô recebeu cruzamento na área, chutou e Rodolfo aceitou: 1x0. A torcida e o time inflamaram, e o segundo gol não demorou a sair, em arrancada de Augusto que deixou Nino para trás. Rodolfo salvou na primeira, mas Pipico pegou o rebote e empatou o confronto aos 29.

Só então Fernando Diniz mexeu no time, colocando Pedro no lugar de Yony. Não melhorou, até porque o problema estava no meio de campo. E sem nenhuma organização o Fluminense não conseguiu buscar o gol da classificação e a decisão da vaga foi para os pênaltis.

Nas cobranças, Luciano, Pedro e Airton converteram pelo Fluminense, enquanto Gilberto perdeu. Já pelo Santa Cruz, Pipico e Guilherme Queiroz marcaram, Charles isolou e Rodolfo pegou as batidas de Marcos Martins e Willian Alves.

Galeria de Fotos

Yony González tenta se livrar da marcação: Flu jogou muito mal e foi salvo nos pênaltis LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Santa Cruz x Fluminense LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Comentários