A hora da virada do Tricolor

Após campanhas pífias, Flu estreia contra o Goiás por dias melhores no Brasileirão

Por O Dia

Fernando Diniz terá missão de melhorar desempenho 
do Fluminense
Fernando Diniz terá missão de melhorar desempenho do Fluminense -

O susto na Copa do Brasil contra um adversário da Série C serve de alerta para o Fluminense. Na má atuação na derrota por 2 a 0 para o Santa Cruz, o time apresentou deficiências às vésperas da estreia no Brasileiro. Apesar de ter conseguido dar um padrão e deixar a equipe competitiva, a missão de Fernando Diniz ainda será árdua a partir de hoje, diante do Goiás,  às 19h no Maracanã. Ele terá 38 rodadas para tentar acabar com as péssimas campanhas na principal competição nacional.

"Tivemos erros na frente e na parte defensiva também, não podemos cometê-los. Santa Cruz está na Série C e agora vem campeonato só com times de Série A. Vão ser jogos difíceis, muito sofridos. É trabalhar para não acontecer mais", afirmou Rodolfo.

Evitar erros do presente para evitar o sofrimento do passado. Nos últimos anos, o torcedor tricolor se acostumou a sofrer no Brasileiro com campanhas pífias e jejuns de vitórias, além de graves problemas financeiros que atrapalharam ainda mais. Não à toa, desde que foi campeão em 2012, o Tricolor só teve um desempenho digno, quando ficou em sexto lugar, com 61 pontos, em 2014.

Nas outras cinco participações mais recentes em Campeonatos Brasileiros, o Fluminense foi só decepção, sem passar dos 50 pontos e terminando sempre na parte de baixo da tabela, perto do rebaixamento e bem longe da briga por Libertadores. Ano passado, o clube até conseguiu a melhor colocação desde 2014, com o 12º lugar, mas também fez a pior pontuação (45) e só se livrou do rebaixamento com uma vitória, sofrida, sobre o América-MG na última rodada.

Por isso, o tamanho da missão de Diniz e dos jogadores é enorme em 2019. Em grave crise financeira, o Fluminense deu esperança por suas atuações no Carioca, mas chega para o Brasileiro como incógnita.

Pelo menos, o treinador poderá contar novamente com Pedro, que terá nova chance de se destacar no Brasileiro após machucar o joelho direito em agosto de 2018, quando era o artilheiro da competição. Há chance de o centroavante começar como titular.

"Não quero acelerar o Pedro. Inicialmente, era para ele voltar apenas contra o Goiás. Então, ele voltou dois jogos antes. Temos de prepará-lo para o que a torcida quer ver: o futebol que levou-o para a Seleção. No momento certo, ele vai voltar a brilhar", afirmou Diniz.

Comentários