Fluminense perde para o Goiás com gol de ex-jogador do Flamengo

Iluminação caiu no momento de cobrança de pênalti; gol dos visitantes foi de Rafael Vaz

Por O Dia

Goiás passou pelo Flu no Maracanã
Goiás passou pelo Flu no Maracanã -

Rio - Um jogo estranho. É possível resumir assim a estreia do Fluminense no Campeonato Brasileiro contra o Goiás, na noite de domingo. A partida ficou marcada pela queda de energia no Maracanã justamente no momento em que o Tricolor ia bater um pênalti, imprevisto somado ao temporal que caiu no Rio e às sucessivas consultas ao árbitro de vídeo. Numa partida que durou muito mais de 90 minutos, deu Goiás, 1 a 0, com gol de Rafael Vaz.

Galeria de Fotos

Goiás passou pelo Flu no Maracanã Luciano Belford/Agência O Dia
Goiás passou pelo Flu no Maracanã Luciano Belford/Agência O Dia
Goiás passou pelo Flu no Maracanã Luciano Belford/Agência O Dia
Goiás passou pelo Flu no Maracanã Luciano Belford/Agência O Dia
Goiás passou pelo Flu no Maracanã Luciano Belford

O Tricolor controlou o jogo em boa parte do campo, mas pecou na falta de objetividade. O Goiás, ao contrário, não se acovardou, e apostou nos contra-ataques para tentar surpreender os donos da casa. Em três oportunidades Everaldo fez boas jogadas pela esquerda, mas Yony não conseguiu concluir bem na área. Em resposta, os goianos construíram duas boas chances com Michael e Leandro Barcia. Na primeira, Rodolfo defendeu, e a segunda foi para fora.

Mas o primeiro tempo ficou marcado por uma sucessão de trapalhadas e contratempos.  Aos 28, Bruno Silva caiu na área e pediu pênalti, mas o juiz consultou o árbitro de vídeo e somente minutos depois decidiu pelo impedimento. O VAR voltou a aparecer aos 34, em marcação falta, e aos 45, quando Dewson Freitas marcou pênalti para o Fluminense em um lance confuso - Yago, do Goiás, tocou o braço na bola. A luz caiu no Maracanã justamente quando o árbitro autorizou a cobrança. A iluminação só retornou mais de 20 minutos depois, já prejudicada por uma forte chuva. Frio - e molhado -, Luciano bateu muito mal e o goleiro Tadeu defendeu. Foi o terceiro pênalti desperdiçado pelo atacante só em 2019.

O segundo tempo foi uma pelada daquelas. O campo virou um mangue. O Goiás teve bela chance com Jefferson, que chutou rente à trave depois de a bola parar na poça d'água. A resposta do Fluminense viria aos 25 minutos, com Everaldo. Viria porque Dewson Freitas consultou o VAR - a quarta vez no jogo - e viu impedimento de Luciano no lance do gol.

Seria a última chance do Tricolor. Aos 44, Rafael Vaz, ex-Flamengo, que havia acabado de entrar, bateu falta rasteiro e marcou o gol da vitória do Goiás. O goleiro Rodolfo ficou parado. Estreia melancólica do Fluminense.