Em meio a pressão, Fernando Diniz segue convicto de suas ideias no Fluminense

Tricolor sofreu nova derrota no Brasileiro

Por Lance

Fernando Diniz
Fernando Diniz -
Rio - A derrota para o São Paulo por 2 a 1 fez com que o Fluminense permanecesse mais uma rodada dentro da zona de rebaixamento. O aproveitamento no Campeonato Brasileiro é muito ruim, apenas 25%, com duas vitórias, três empates e sete derrotas. O retrospecto negativo já começa a pressionar o técnico Fernando Diniz, que foi demitido do Athletico-PR no ano passado, justamente após a 12ª rodada.

As campanhas são idênticas, até mesmo com o saldo negativo de gols em -5. A diferença apenas está nos números de gols marcados e sofridos. O Fluminense fez 16 e sofreu 21, enquanto o Athletico-PR marcou 10 e levou 15. Apesar das semelhanças, Fernando Diniz acredita que o trabalho atual possui evolução ao anterior.

"A minha passagem pelo Athletico-PR é muito diferente dessa aqui no Fluminense. O time joga bem, quase que sistematicamente e isso é um sinal muito positivo. A gente tem que continuar insistindo para quebrar esse paradigma. Eu acredito que as vitórias vão surgir. No Athletico-PR, em um determinado momento, teve muita coisa contra, os atletas sentiram e tiveram uma queda de rendimento. Aqui a gente consegue jogar bem, produzir mais que o adversário, mas não está ganhando".

O discurso e a convicção de Fernando Diniz se mostram intactos, mesmo com os resultados ruins e com a pressão de uma possível demissão. Pelo que entende sobre o futebol, o treinador não está disposto a mudar a maneira de jogar da equipe, que parece estar manjada perante aos rivais brasileiros.

"Então vamos recuar o time, jogar no contra-ataque, como se isso fosse resolver? Criando menos chances de gol e jogando pior que o adversário, como se isso fosse me dar um mínimo de garantia de que eu fosse ganhar? Temos que insistir. Acho que o modelo de jogo está correto, o time tem jogado bem, na maioria dos jogos cria mais que os adversários. Eu acredito que vamos sair dessa situação".

Na próxima terça-feira, o Fluminense enfrenta o Peñarol, no Maracanã, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Por ter vencido no Uruguai por 2 a 1, o Tricolor pode até perder por 1 a 0, que avança para a próxima fase. No entanto, em caso de eliminação, a permanência de Fernando Diniz vai ficar bastante difícil. Apesar dos bons jogos, o treinador não é unanimidade dentro do clube. Em meio a situação, Diniz se mantém convicto e afirma que vai trabalhar ainda mais por dias melhores, acreditando estar no caminho certo.

"É frustrante para o torcedor e para mim. Vocês sabem que eu gosto muito do Fluminense e a gente está trabalhando pra caramba. Temos tudo para melhorar e vencer os jogos. A gente vai trabalhar, persistir e melhorar, porque ainda não está o suficiente para vencer. Eu acredito que estamos no caminho". E

Comentários