Fluminense vacila na defesa, reage tarde e cai para o Galo no Independência

Tricolor corre o risco de voltar a zona de rebaixamento e terá que torcer contra o Cruzeiro

Por O Dia

Belo Horizonte, MG - Brasil - 10/08/2019 - Independ
Belo Horizonte, MG - Brasil - 10/08/2019 - Independ -
Belo Horizonte - Foi lá e cá, eletrizante até o apito final o duelo entre Atlético-MG e Fluminense, na noite deste domingo, no Independência. Mais eficiente, na defesa e no ataque, o Galo levou a melhor, venceu por 2 a 1 — gols de Cazares e Ricardo Oliveira, com Nenê, descontando — e se manteve na cola do Flamengo, terceiro colocado no Brasileiro, com os mesmos 27 pontos. Com 12, o Tricolor terá que secar o Cruzeiro, que enfrenta o Avaí, na Ressacada, para não regressar à zona de rebaixamento.
O resultado teve um amargo sentimento de frustração para o torcedor que viu o Fluminense dominar o início do jogo, em posse de bola e chances de gol. Yony González e Pedro tiveram chance de marcar nos primeiros minutos. Entretanto, o ânimo criado pelo sistema ofensivo foi comprometido pelos 'buracos' no meio de campo e na defesa.
Chará e Ricardo Oliveira ficaram mais de uma vez cara a cara com Muriel, que operou verdadeiros milagres à queima-roupa. No entanto, o goleiro nada pôde fazer quando Digão afastou mal a bola cruzada na área que encontrou Cazares livre para fuzilar o gol tricolor, aos 41 minutos.
O gol não foi o único baque para o torcedor tricolor. Ao dominar uma bola, Pedro sentiu um incômodo na coxa direita no fim do primeiro tempo. João Pedro foi o escolhido para substituir o camisa 9 na volta do intervalo. Na dupla mexida de Fernando Diniz, Nenê entrou no lugar de Marcos Paulo.
E foi o experiente meia-atacante quem perdeu a bola na defesa que originou o gol de Ricardo Oliveira, que encerrou um jejum de 15 jogos sem balançar as redes, aos cinco do segundo tempo. Foi um balde de água fria.
Dominante, o Galo desperdiçou a chance de aumentar a vantagem diante de um atordoado Fluminense, que, aos poucos, recobrou o equilíbrio. Aos 43, Nenê aproveitou o cruzamento de João Pedro para diminuir. Infelizmente, tarde demais para uma reação. Por reclamação, Nenê acabou expulso, depois do apito final.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Belo Horizonte, MG - Brasil - 10/08/2019 - Independ Mailson Santana/Fluminense FC
Não bastasse a derrota, o Fluminense ainda perdeu Pedro machucado no fim do primeiro tempo Fernando Michel/Parceiro/Agência O Dia

Comentários