Em boa fase, Muriel vira peça decisiva no Fluminense

Há duas partidas sem ser vazado, goleiro tem a melhor média de defesas difíceis do Brasileirão e garante preciosos pontos

Por H

Muriel rapidamente se firmou como titular do Fluminense
Muriel rapidamente se firmou como titular do Fluminense -

Rio - Pela quarta vez no ano, a primeira neste Campeonato Brasileiro, o Fluminense conseguiu passar dois jogos seguidos sem ser vazado. Além da melhora defensiva do time, essa marca se deve muito às intervenções de Muriel. Apelidado de 'Muroel', o goleiro fez jus ao investimento no meio do ano e parece ter resolvido o problema crônico do Tricolor no gol em 2019.

Afinal, os torcedores tricolores não aguentavam mais ver, ao longo da temporada, erros e bolas defensáveis virarem gols. Tanto que a última vez que o Fluminense passou dois jogos sem ser vazado foi em abril, contra Luverdense e Santa Cruz, ambos pela Copa do Brasil. Mas, nas últimas partidas, novamente um goleiro voltou a ser decisivo no clube.

Muriel tem a maior média de defesas difíceis neste Campeonato Brasileiro entre quem atuou mais de duas vezes: em 13 jogos, foram 20. É o dobro de Rodolfo (8) e Agenor (2), titulares nas outras 11 partidas, de acordo com números do Footstats.

Após início irregular, com boas participações, alternando com alguns erros, Muriel conquistou a confiança dos torcedores. Foi peça importante nas vitórias sobre Fortaleza e Botafogo, com defesas que mantiveram o 1 a 0, e também garantiu empates com Santos e Cruzeiro.

Antes da chegada do goleiro, o Fluminense só havia passado em branco no Brasileiro contra o Flamengo. E, com Muriel, são três jogos sem levar gol e trabalhando bastante: contra o Fortaleza, foram dez defesas (sendo três difíceis), contra o Botafogo, cinco, e, diante do Cruzeiro, outras oito.

Apesar do bom momento vivido, Muriel prefere dividir os méritos com o grupo, já que o Fluminense vem de boa sequência, com oito pontos em 12 disputados.

"Desde que cheguei, posso falar que estamos numa crescente, mas não podemos nos acomodar. Fico feliz pelo que temos feito nos últimos jogos. É uma boa média, mas isso não quer dizer que vamos ter mais facilidade jogando em casa. É procurar crescer cada vez mais que assim estaremos mais próximos das vitórias", afirmou.

 

Comentários