STJD adverte Ganso e Oswaldo por discussão em jogo do Fluminense

Digão e Frazan também foram a julgamento

Por O Dia

Fluminense venceu
Fluminense venceu -
Rio - A 1ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), julgou nesta segunda-feira, Paulo Henrique Ganso, Digão e Frazan, do Fluminense, Oswaldo de Oliveira, ex-treinador do clube, pelos incidentes ocorridos na partida contra o Santos, no dia 26 de setembro, válida pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Marinho, do Santos, também foi julgado.
Ganso e Oswaldo de Oliveira foram apenas advertidos pelo bate boca na beira do campo. Na ocasião, o camisa 10 do clube das Laranjeiras e o então treinador discutiram de forma acima do tom após Ganso ser substituído. No entanto, Oswaldo pegou dois jogos de punição pelo gesto obsceno direcionado para torcedores na saída do Maracanã.
Digão, Frazan e Marinho foram julgados já que foram expulsos da partida. Os zagueiros foram punidos com suspensão por uma partida, já cumpridas contra o Grêmio. Marinho foi absolvido. 
Os três atletas do Fluminense compareceram ao julgamentos. Todos eles foram defendidos pelo Carlos Portinho, inclusive Oswaldo de Oliveira, que não é mais treinador do clube e não apareceu no julgamento.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários