Ídolo do Fluminense e campeão do mundo pela seleção brasileira morre em Niterói

Jair Marinho tinha 83 anos e não resistiu a um AVC

Por Venê Casagrande

Fluminense batiza campo 1 com o nome de Altair Gomes de Figueiredo, com a presença do presidente Mário Bittencourt e do ex-jogador Jair Marinho
Fluminense batiza campo 1 com o nome de Altair Gomes de Figueiredo, com a presença do presidente Mário Bittencourt e do ex-jogador Jair Marinho -
Rio - Ídolo do Fluminense e jogador da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1962, o ex-defensor Jair Marinho morreu aos 83 anos, por volta das 3 horas desta madrugada. Ele estava internado em um hospital no bairro do Fonseca, em Niterói, após sofrer um AVC.
Jair Marinho fez história no Fluminense, clube que defendeu por oito anos. Além disso, ele também passou por clubes importantes como: Vasco, Corinthians e Portuguesa. Ele conquistou pelo Tricolor um Carioca e dois Torneios Rio-SP.
Sua maior glória foi com a seleção brasileira. Ele esteve presente na delegação que conquistou o segundo título da Copa do Mundo em 1962 para a Armarelinha, no Chile.
 

Comentários