Fluminense concorda com liberação do Maracanã para pandemia; Flamengo não deve se opor

Dupla Fla-Flu será procurada para a instalação de um hospital provisório para atendimento a pessoas contaminadas pelo coronavírus

Por O Dia

Estádio do Maracanã
Estádio do Maracanã -
Rio - O Governo do Estado do Rio de Janeiro solicitou aos administradores do Maracanã, Flamengo e Fluminense, sobre o uso do estádio para a instalação de um hospital provisório para atendimento específico a pessoas contaminadas pelo coronavírus. Na manhã desta quarta-feira, o Tricolor das Laranjeiras anunciou que concorda com a liberação.
"O Fluminense Football Club ainda não recebeu nenhuma notificação do Governo do Estado quanto à utilização do Maracanã como hospital de campanha, mas está de acordo para utilização do estádio para esse fim", disse o comunicado da diretoria.
Apesar de já ter colocado o Maracanã à disposição das autoridades, o Flamengo ainda não se pronunciou oficialmente. No entanto, o Rubro-Negro não deve se opor à liberação.
"O Clube de Regatas do Flamengo informa que colocou à disposição do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Prefeitura o Ginásio Hélio Maurício (por conta da proximidade ao Hospital Miguel Couto), na Gávea, para o combate ao coronavírus. O clube também está à disposição para ajudar em qualquer ação projetada para o complexo Maracanã/Maracanãzinho, pertencente ao Estado e hoje administrado por Flamengo e Fluminense", anunciou o clube no último sábado.


Comentários