Presidente do Fluminense se irrita e deixa grupo de WhatsApp com a Ferj e outros clubes; veja print

Mário Bittencourt dizia se sentir desrespeitado quando postava algo que não agradava aos membros

Por Lucas Felbinger e Venê Casagrande , Lucas Felbinger e Venê Casagrande

Mário Bittencourt, presidente do Fluminense
Mário Bittencourt, presidente do Fluminense -
Rio - No último domingo, clima ficou quente no grupo de WhatApp criado para debater o retorno do futebol carioca entre dirigentes dos clubes e a Ferj. O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, alegou estar se sentindo desrespeitado ao expor algumas opiniões que não agradassem aos outros membros e decidiu abandonar o grupo. A informação foi divulgada pela Rádio Globo e confirmada pelo Jornal O Dia.
Mário acreditava que, em algumas situações, haviam insinuações que eram feitas de forma desrespeitosa por colegas. Ele afirmou presidindo um clube com mais de 100 anos de história e que não precisava se sujeitar àquela situação.
Além de Mário, o coordenador Administrativo do Fluminense, Marcelo Penha, também deixou o grupo.
Confira o print:
Presidente do Fluminense deixa grupo de WhatsApp com representantes da Ferj e de outros clubes - Venê Casagrande

Galeria de Fotos

Mário Bittencourt, presidente do Fluminense Cléber Mendes
Presidente do Fluminense deixa grupo de WhatsApp com representantes da Ferj e de outros clubes Venê Casagrande

Comentários