Matéria Salva!

Agora você pode ler esta notícia off-line

Matéria removida da seção links salvos
Publicidade

Michel Araújo cita confiança do Fluminense e vê dificuldade com campo sintético

Meio-campista uruguaio analisou o confronto do Fluminense deste sábado, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada

Michel Araújo em entrevista na Arena da Baixada na véspera do jogo do Fluminense - Reprodução
Michel Araújo em entrevista na Arena da Baixada na véspera do jogo do FluminenseReprodução
Por Lance
Rio - Depois de uma dura derrota contra o Red Bull Bragantino, o Fluminense terá mais um difícil duelo fora de casa. Neste sábado, o Tricolor vai até a Arena da Baixada para enfrentar o Athletico-PR, que também busca recuperação após resultados ruins. Na véspera do duelo, o uruguaio Michel Araújo comentou a expectativa para o confronto e a estratégia do time de Odair Hellmann.
Publicidade
"Será um jogo muito difícil para nós, como são todos os do Brasileirão. Esperamos uma partida muito jogada, com posse de bola. Temos que ficar mais tempo com a bola, chegar ao gol do adversário. Vamos fazer uma partida para tentar ganhar a todo momento. Acho que estamos com confiança para fazer um bom jogo", disse o jogador.
Uma das grandes dificuldades de enfrentar o Athletico em Curitiba é o gramado sintético da Arena. O Flu já jogou nesse tipo de campo neste ano. Michel Araújo analisou a diferença para a grama normal e falou sobre a semelhança entre o frio de Curitiba e o do Uruguai.
Publicidade
"A bola fica diferente, corre mais rápido. Se está molhado fica muito difícil controlar. Temos que nos adaptar muito rápido ao campo, tem que usar o treino para ficar com a bola, fazer uma posse", comentou.
"Eu já estava com saudade desse frio. O clima que está fazendo aqui em Curitiba acontece muito no Uruguai. No inverno esse rio é comum. Agora tenho meu mate, que está fazendo a diferença e já aquece bastante (risos). Os companheiros estão buscando o mate também. O Ganso gosta muito de tomar, o Muriel também, ele tem o próprio e traz para cá", completou.
Você pode gostar
Comentários
mais notícias
Michel Araújo cita confiança do Fluminense e vê dificuldade com campo sintético | Fluminense | O Dia Michel Araújo cita confiança do Fluminense e vê dificuldade com campo sintético | Fluminense | O Dia
Matéria Salva!

Agora você pode ler esta notícia off-line

Matéria removida da seção links salvos
Publicidade

Michel Araújo cita confiança do Fluminense e vê dificuldade com campo sintético

Meio-campista uruguaio analisou o confronto do Fluminense deste sábado, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada

Michel Araújo em entrevista na Arena da Baixada na véspera do jogo do Fluminense - Reprodução
Michel Araújo em entrevista na Arena da Baixada na véspera do jogo do FluminenseReprodução
Por Lance
Rio - Depois de uma dura derrota contra o Red Bull Bragantino, o Fluminense terá mais um difícil duelo fora de casa. Neste sábado, o Tricolor vai até a Arena da Baixada para enfrentar o Athletico-PR, que também busca recuperação após resultados ruins. Na véspera do duelo, o uruguaio Michel Araújo comentou a expectativa para o confronto e a estratégia do time de Odair Hellmann.
Publicidade
"Será um jogo muito difícil para nós, como são todos os do Brasileirão. Esperamos uma partida muito jogada, com posse de bola. Temos que ficar mais tempo com a bola, chegar ao gol do adversário. Vamos fazer uma partida para tentar ganhar a todo momento. Acho que estamos com confiança para fazer um bom jogo", disse o jogador.
Uma das grandes dificuldades de enfrentar o Athletico em Curitiba é o gramado sintético da Arena. O Flu já jogou nesse tipo de campo neste ano. Michel Araújo analisou a diferença para a grama normal e falou sobre a semelhança entre o frio de Curitiba e o do Uruguai.
Publicidade
"A bola fica diferente, corre mais rápido. Se está molhado fica muito difícil controlar. Temos que nos adaptar muito rápido ao campo, tem que usar o treino para ficar com a bola, fazer uma posse", comentou.
"Eu já estava com saudade desse frio. O clima que está fazendo aqui em Curitiba acontece muito no Uruguai. No inverno esse rio é comum. Agora tenho meu mate, que está fazendo a diferença e já aquece bastante (risos). Os companheiros estão buscando o mate também. O Ganso gosta muito de tomar, o Muriel também, ele tem o próprio e traz para cá", completou.
Você pode gostar
Comentários
mais notícias