Sequência negativa volta a deixar Odair pressionado

Tricolor somou apenas um ponto nas últimas três rodadas e despencou na tabela

Por O Dia

Após derrota no clássico de quarta, Odair reclamou do pouco tempo para treinar e descansar
Após derrota no clássico de quarta, Odair reclamou do pouco tempo para treinar e descansar -

Depois de um bom início de Campeonato Brasileiro, o Fluminense parece ter engatado a marcha a ré e chegou ao terceiro jogo seguido sem vencer na competição. Os poucos dias de tranquilidade acabaram para o técnico Odair Hellmann, que voltou a ser alvo de reclamações e a balançar no cargo.

O Tricolor, que chegou a figurar no G-4 após a sexta rodada, agora amarga a sua pior sequência. Nas últimas três rodadas, só decepções: empate em 1 a 1 com o vice-lanterna Atlético-GO em pleno Maracanã e derrotas para o São Paulo e o Flamengo. Com apenas um ponto dos últimos nove disputados, o time despencou na tabela.

Em sua defesa, Odair apontou o pouco tempo para treinar como um dos vilões para a queda de rendimento. Além disso, a maratona de jogos — foram dez nos últimos 30 dias — não deixa o elenco descansar e a sonhada 'semana cheia' para treinamentos não tem data para acontecer.

"Penso que no campeonato todos já oscilaram ou vão oscilar. Este ano está mais complicado de treinar, recuperar... Vai acontecer com outras equipes. Quem conseguir um equilíbrio vai disputar na parte de cima", analisou o treinador após a derrota para o Flamengo.

Sem terra arrasada

Mesmo depois da sequência negativa, o técnico não vê terra arrasada e, em pouco tempo, como sempre, precisa fazer os ajustes no time para encerrar o jejum contra o Corinthians, domingo, no Maracanã.

"Da mesma forma que na sequência de vitórias fiquei equilibrado para não achar que estava tudo certo, nesse momento de duas derrotas não acho que esteja tudo errado. É trabalhar, ver onde melhorar, observar e passar ao grupo para ter mais concentração nos detalhes", disse Odair Hellmann.

Comentários