Fred teve duas boas oportunidades de marcar, mas Cássio levou a melhor no duelo particular - Lucas Merçon/Fluminense
Fred teve duas boas oportunidades de marcar, mas Cássio levou a melhor no duelo particularLucas Merçon/Fluminense
Por O Dia
São Paulo - Na Terra da Garoa, o Corinthians proporcionou ao torcedor uma chuva de gols na implacável vitória por 5 a 0 sobre o Fluminense, nesta quarta-feira, na Neo Química Arena. Na goleada, considerada a melhor atuação do clube paulista no Campeonato Brasileiro, o Timão embolou de vez a disputa de uma vaga na Libertadores e, com 42 pontos e em oitavo lugar, encostou no Tricolor, sétimo, com 43. Jô, Cazares, Fágner, Matheus Vital e Luan foram os artilheiros da noite na capital paulista.
Embalado pela aguerrida vitória no Fla-Flu, o Tricolor foi para São Paulo confiante. Na ausência de Marcão, que se recupera após o diagnóstico do novo coronavírus, o auxiliar Ailton repetiu a escalação usada no clássico. Com Nino e Nenê no banco como opção, o Fluminense apostou suas fichas na estratégia de domingo, mas não conseguiu encaixar com eficiência contra-ataque algum no primeiro tempo. Além da encaixada marcação do Timão, faltaram velocidade e aproximação do trio ofensivo formado por Michel Araújo, Wellington Silva e Fred para aproveitar as raras brechas.
Publicidade
Invicto há três rodadas, o Corinthians teve maior posse de bola, mas foi a boa movimentação de Mosquito, Cazares e Matheus Vital que, pacientemente, abriram os espaços na defesa tricolor. Aos 25 minutos, Jô, atento ao rebote de Marcos Felipe, abriu o placar após a boa jogada de Mosquito. Apesar da falha, o goleiro fez boa defesa na finalização de Vital e viu um venenoso chute de Cazares assustar.
A sensação de que a vantagem poderia ter sido mais elástica foi 'corrigida' pelo Corinthians na volta do intervalo. À espera de um contra-ataque, o Tricolor provou do próprio veneno e, depois de outra boa jogada de Mosquito, Cazares chutou no canto para marcar o segundo, aos nove minutos. Não houve tempo para as mexidas de Ailton surtirem efeito. Na tentativa de aumentar o poderio ofensivo, Hudson e Michel Araújo foram sacados para a entrada de Lucca e Nenê, respectivamente.
Publicidade
Com mais espaço, foi o Corinthians que aumentou o volume. Livre de marcação, Fágner, como um ponta, recebeu o lançamento de Cantillo e, num chute cruzado, fez o terceiro, aos 15. O Fluminense foi à lona. Com a marcação frouxa, Matheus Vital aumentou, num belo gol, aos 21 minutos. Cada vez mais perdido e recuado, o Tricolor viu Luan marcar o quinto gol, aos 45, e decretar a sua maior derrota na história do confronto. 
CORINTHIANS X FLUMINENSE
Local: Neo Química Arena
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Gols: 1º tempo - Jô (25 minutos). 2º tempo - Cazares (9 minutos), Fágner (15 minutos), Matheus Vital (21 minutos) e Luan (45 minutos)
Cartões amarelos: Cantillo; Hudson, Fred
Cartões vermelhos:

Corinthians: Cássio, Fagner, Jemerson, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Cantillo (Camacho), Gustavo Mosquito (Gabriel Pereira), Cazares (Luan) e Mateus Vital (Léo Natel); Jô (Everaldo).

Fluminense: Marcos Felipe, Calegari, Matheus Ferraz, Luccas Claro e Danilo Barcelos; Yuri, Hudson (Lucca), Yago Felipe; Michel Araújo (Nenê), Wellington Silva (Caio Paulista) e Fred (Martinelli).