Após levar empate nos acréscimos, Castan admite 'falta de malandragem' do Vasco

Cruzmaltino levou um gol no último minuto de jogo e tropeçou em casa

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Torcida do Vasco ficou irritada com técnico Alberto Valentim
Torcida do Vasco ficou irritada com técnico Alberto Valentim -

Rio - O Vasco saiu do estádio de São Januário nesta quarta-feira com um empate com sabor de derrota. O time carioca vencia o jogo até aos 49 minutos do segundo tempo, quando sofreu o gol do 1 a 1 do Atlético-PR, no Rio de Janeiro. O zagueiro Leandro Castan tratou o tropeço como "um pecado", já que a equipe segue ameaçada pelo rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

"É um pecado. Faltou muito pouco para a gente confirmar a vitória. Fico muito chateado. Fizemos um bom jogo, abrimos o placar, tivemos a chance de matar a partida, mas depois eles vieram para cima. Estamos pecando sempre em momentos cruciais", disse o defensor.

Castan descartou culpar a postura defensiva do Vasco nos minutos finais da partida pelo tropeço. O time carioca jogou com os 11 jogadores atrás do meio de campo e acabou sendo castigado no fim "É normal quando se está ganhando, recuar. Faltou mesmo malandragem para o time conquistar o resultado positivo. Estamos pecando nesta reta final. Mas faltam quatro jogos. Vamos levantar a cabeça e seguir buscando nossos objetivos", concluiu

O resultado deixou o Vasco em situação delicada na tabela de classificação. O time carioca pode entrar na zona de rebaixamento ao final da rodada, porque tem 39 pontos.

Na próxima rodada, o Vasco vai até São Paulo para encarar o Corinthians. O jogo está marcado para sábado, às 19h, na Arena Corinthians, pela 35ª rodada.